Alguns sites do Brasil e até do exterior divulgaram, com destaque, nesta segunda-feira, que a direção do Barcelona da Espanha aprovou um acordo para por fim ao chamado "Caso #Neymar" que envolve crimes fiscais cometidos contra a Fazenda Pública espanhola, nos períodos de 2011-2013, em função de desvio de receitas quando da contratação do atacante junto ao Santos. Como parte deste acordo com o fisco espanhol, o Barcelona disporia de 5 milhões e meio de euros, além de reconhecer que cometeu estes delitos durante a gestão do presidente Joseph Maria Bartomeu e de Sandro Rossel. 

No entanto, uma questão que parecia estar solucionada e traria alívio para o Neymar, seu pai e o presidente do Barça, parece que está longe de ter um final feliz.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o site Sport.es, Joan Laporta, ex-presidente do Barcelona e Toni Freixa, membro da diretoria do clube, se opõem fortemente a qualquer tipo de acordo neste sentido. Além disso, mesmo com a aprovação deste acerto junto à direção do Barça, um grupo de sócios têm a intenção de desafiar este acordo no conselho, já que o artigo 20.1 do Estatuto do #FC Barcelona estabelece que os acordos que regem o corpo diretivo podem ser contestados num prazo de até 30 dias depois de adotados. 

Um retrocesso neste processo complicaria os planos da direção do clube catalão no que se refere à renovação do contrato do Neymar, visto que há um acordo do Barça com o "staff" do jogador no sentido de que o craque da Seleção Brasileira só renovaria o seu vínculo com o clube, caso fosse inocentado de todas as acusações que pesam contra si, junto à Justiça Espanhola.

Publicidade

Em contrapartida, boatos da imprensa espanhola dão conta de Neymar estaria em conversas adiantadas com o PSG para assinar contrato com o clube francês, ao final do seu atual contrato com o clube catalão. As razões de Neymar Jr. para esta decisão seriam por entender que, jogando no Barcelona, complicaria seus planos de se tornar o melhor jogador do mundo, pois, da forma como as coisas estão postas, seria sempre uma "sombra" de Messi e Suárez. #PaixãoPorFutebol