A Seleção Brasileira goleou ontem a Seleção do Haiti por 7x1, em partida válida pela #Copa América Centenária. Entre comemorações e piadas, numa referência a uma possível vingança pelo placar de 7x1 sofrido pelos brasileiros na Copa do Mundo de 2014, aplicados pela Seleção da Alemanha, a manifestação do chefe da delegação da #Seleção Brasileira na Copa América chamou a atenção pelo tom impositivo. Antônio Carlos Nunes de Lima, ou simplesmente Coronel Nunes, como é mais conhecido, manifestou sua satisfação pelo resultado positivo obtido pela Seleção Brasileira ontem, mas afirmou sem meias palavras que "não irá aceitar o Brasil fora da final da Copa América".

Publicidade
Publicidade

O chefe da delegação brasileira considera o selecionado brasileiro como um dos favoritos para conquistar a Copa América Centenário nos EUA. 

O Coronel Nunes chegou a assumir a presidência da CBF durante a licença de Marco Polo Del Nero e após a primeira fase das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 chegou a marcar uma reunião na sede da entidade máxima do futebol brasileiro, que definiria os destinos de Dunga e Gilmar Rinaldi, pois entendia que a Seleção Brasileira precisava melhorar seu desempenho. No entanto, subitamente Marco Polo abriu mão do seu período de licença para estar presente nessa reunião e abortou os planos dos dirigentes da CBF de dispensar Dunga e Rinaldi, já que foi o principal defensor da contratação de ambos. 

A verdade é que a vitória de ontem contra a fraca seleção haitiana pode até ter dado um alento ao treinador da Seleção Brasileira, mas ele sabe que seu trabalho enfrenta muitas resistências entre torcedores, dirigentes da CBF e de vários setores da crônica esportiva brasileira.

Publicidade

Dunga sabe que no próximo domingo contra o Peru terá que novamente que, mais do que vencer, convencer, algo que a Seleção Brasileira não tem feito até o momento. A manifestação do Coronel Nunes não dá margem para interpretações, ela é clara e diz de forma transparente o que um dos dirigentes mais importantes da CBF espera, que a Seleção Brasileira não se atreva a ser eliminada antes da fina da Copa América. Portanto, Dunga já sabe o tamanho da bronca que terá pela frente nesta competição.  #PaixãoPorFutebol