Com menos de um minuto de jogo o destino do clássico paulista deste domingo (26) já estava traçado. O São Paulo foi presa fácil para o Santos, que além de emplacar sua quinta vitória no últimos seis jogos, viu a distância que o separa do líder Palmeiras diminuir para três pontos.

Com gols de Vitor Bueno, Rodrigão e Lucas Lima, a equipe da baixada venceu o São Paulo e entrou no G4 do brasileirão. O peixe terminou a 11ª rodada na terceira posição com 19 pontos, à frente do Corinthians, que possui o mesmo número de pontos do Santos, mas perde nos critérios de desempate para a equipe do litoral.

No São Paulo, que jogou com um time misto neste domingo, o sinal de alerta está ligado.

Publicidade
Publicidade

A equipe não esconde que a grande aposta deste ano é a Libertadores, mas as apresentações irregulares no #Campeonato Brasileiro aliadas as baixas por contusões no time, tem deixado a comissão técnica e a torcida preocupadas com o desempenho do tricolor na semi-final da competição continental no próximo mês.

Neste domingo, o São Paulo não contou no clássico com seis jogadores considerados titulares da equipe. O lateral-direito Bruno e o zagueiro Rodrigo Caio ficaram à disposição de Patón Bauza no banco de reservas, mas não entraram. Já Mena, Kelvin, Tiago Mendes e Paulo Henrique Ganso não foram nem relacionados para a partida.

Além dos desfalques, o São Paulo sofreu com uma falha do contestado goleiro Dênis logo aos 40 segundos de partida que resultou no primeiro gol santista, e as péssimas atuações dos laterias Mateus Caramelo e Mateus Reis e do volante Artur, que deixaram o tricolor ainda mais fragilizado diante do Santos.

Publicidade

Mas nem só de má notícias foi a vida do São paulo neste domingo. Apesar da derrota, que deixou o time na 10ª posição com 15 pontos, a equipe contou com o retorno após longo período no departamento médico de dois importantes jogadores da equipe. O volante Hudson e o lateral/meia Carlinhos entraram no decorrer do clássico deste domingo e surgem como boas apostas para as partidas decisivas contra o Atlético Nacional.

Porém, antes das semi-finais da Libertadores, o São Paulo ainda terá dois jogos pelo campeonato brasileiro, recebe o Fluminense na próxima quarta-feira no Morumbi e no domingo vai até o Moisés Lucarelli enfrentar a Ponte Preta. Resta saber se esses dois jogos servirão para os torcedores retomarem a confiança no bom desempenho da equipe ou se causarão ainda mais desconfiança antes dos duelos decisivos pela Libertadores. #Copa Libertadores 2016 #São Paulo FC