Sim, senhoras e senhores! É possível existir alguém que não goste de #Futebol e, mesmo assim, seja um esportista da área. É o caso do zagueiro Ragnar Sigurdsson, um dos pilares da seleção da Islândia, que disputa a Eurocopa 2016, na França. O minúsculo país nórdico, que possui pouco mais de 300 mil habitantes, fez a sua estreia na fase final da competição continental este ano e, surpreendentemente, vem tendo bons resultados.

Após terminar na liderança de seu grupo na fase eliminatória, a Islândia classificou-se para enfrentar a gigante Inglaterra nas oitavas de final da competição. A disparidade entre a história das equipes e o contexto do jogo eram perfeitos para que a zebra desses as caras, e foi o que aconteceu.

Publicidade
Publicidade

A zebra nórdica correu pelos gramados franceses quando, ao final dos 90 minutos, os islandeses eliminaram a seleção da Terra da Rainha por 2 a 1, de virada, com um dos tentos sendo anotados pelo zagueiro Sigurdsson. 

Além de boas atuações por sua seleção, o zagueirão vem chamando atenção também fora de campo. Ao longo dos últimos anos, Ragnar ganhou destaque nas manchetes por ser um jogador de futebol que não gosta, justamente, de futebol.

O zagueiro, que atualmente defende o Krosnadar, da Rússia, nem sequer conhece alguns dos maiores craques do futebol mundial. Exemplo disso aconteceu em 2013, quando a Islândia enfrentou a Croácia pelas Eliminatórias para Copa do Mundo no Brasil. Ao ser perguntado sobre o atacante Mario Mandzukic - hoje na Juventus, mas na época um dos grandes nomes do Bayern de Munique -, Sigurdsson respondeu com indiferença: "Não sei quem é Mario Mandzukic.

Publicidade

Sério, não estou brincando. Nunca vi esse cara jogar. Ele é do Bayern? Não sei, não acompanho muito a liga alemã", afirmou. O tom da frase poderia parecer desrespeitoso, mas a verdade é que futebol não está entre os programas favoritos de Ragnar. O atleta já afirmou que prefere outros esportes, como handebol - também muito popular em seu país. 

O zagueiro, que disputará as quartas de final da Eurocopa no próximo domingo (3) contra a França, também afirmou que prefere assistir séries de televisão ao invés de esportes. Será que Sigurdsson também troca qualquer programação para ficar em casa colado na Netflix?  #Resenha Esportiva #Eurocopa 2016