O atacante do #Palmeiras, Gabriel Jesus, de 19 anos, tem sido alvo de intensas especulações acerca de sua permanência no time paulistano. A diretoria da SEP nega qualquer proposta pelo jogador e, como já indicou o técnico Cuca, a mais recente revelação do #Futebol brasileiro não deve sair antes do final deste ano. Inclusive, segundo o treinador do atual líder do Brasileirão, Gabriel não deve sair porque, no Barcelona, cujo ataque é formado por Messi, Neymar e Soarez, não haverá espaço para ele.

Em entrevista feita após a vitória contra o América MG, nesta terça-feira, Cuca comenta: "Se eu fosse o pai do Gabriel, não deixaria sair porque ele não vai jogar no Barcelona hoje.

Publicidade
Publicidade

Vai jogar no lugar de quem? E aqui ele tem o lugar dele." 

O receio de Cuca é que Jesus tenha uma passagem pelo Barcelona tão apagada quanto a de outras promessas que foram ao clube espanhol muito jovens, mas que não tiveram oportunidades para desenvolver regularidade. Entre os casos recentes estão o atacante Keirrison (atualmente no Londrina) e o zagueiro Henrique (Fluminense). Ambos tiveram a melhor fase da carreira no Palmeiras, saindo do clube direto para a Espanha, em passagens marcadas pela queda de produtividade e sucessivos empréstimos para times de menor qualidade.

Keirrisson, inclusive, que em 36 jogos pelo Palmeiras fez 24 gols (em uma ótima média de 0,66 gol por jogo) jamais reencontrou o bom futebol após sair do Palestra Itália.

Peça essencial do líder

Gabriel Jesus não é somente um atacante habilidoso e com uma boa quantidade de gols marcados - o jogador de 19 anos é peça essencial no esquema do técnico Cuca, famoso por seus times velozes e com variações de posição no ataque.

Publicidade

O jovem, de acordo com as orientações do treinador, no mesmo jogo pode atuar como ponta, atacante centralizado e até mesmo como pivô. Ou seja, o autor de quinze gols em 2016 é fundamental para o futebol apresentado pelo time.

Com a contratação de Leandro Pereira para o ataque, Gabriel Jesus poderá ter maior liberdade para fazer as flutuações ofensivas de que Cuca gosta tanto. Atualmente, o Palmeiras está sem um camisa nove, já que Barrios está se recuperando de uma lesão e Alecsandro aguarda julgamento definitivo sobre a acusação de doping. #Campeonato Brasileiro