Buscando manter-se como a principal emissora de transmissão esportiva dentro do território nacional, a Rede Globo fechou, na última semana, a renovação de seu contrato de exclusividade com 17 clubes por mais quatro anos. Dessa maneira, o vínculo, que se encerrava em 2020, passa a durar até o final da temporada de 2024.

De acordo com o novo modelo, o rateio será dividido da seguinte forma: 40% igualmente entre todas as agremiações, 30% baseado nos resultados obtidos dentro de campo e 30% distribuído conforme a audiência de cada equipe nos respectivos jogos transmitidos. Esse acordo terá validade a partir de 2019.

Até o momento, a Globo firmou parceria, abrangendo todas mídias, - canal aberto, sistema fechado, pay-per-view e Internet - com Corinthians, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG, América-MG, Grêmio, Sport, Vitória, Chapecoense, Avaí, Náutico, Goiás, Londrina.

Publicidade
Publicidade

Já Santos, Internacional, Atlético-PR, Bahia, Ceará, Coritiba, Criciúma, Fortaleza, Joinville, Paraná, Paysandu, Ponte Preta e Sampaio Corrêa assinaram com o Esporte Interativo, filiado ao Grupo Turner e que também busca ampliar o seu contrato até 2024. Essa intenção, porém, esbarra na impossibilidade de algumas dessas equipes, como o Colorado Gaúcho.

"O Internacional fechou com a Turner só até 2020 porque o estatuto proíbe que um presidente feche acordos comerciais cuja abrangência extrapole em mais de quatro anos o fim de seu mandato'', declarou Marcelo Feijó de Medeiros, ex-vice-presidente do clube da Beira-Rio, em entrevista concedida ao Blog do Ohata, do site UOL, ressaltando que qualquer tipo de exceção deverá ser aprovada pelo conselho deliberativo do Inter.

Como existem dois acordos, para uma partida ser exibida em sistema a cabo torna-se regra básica a necessidade de os dois times terem fechado com a mesma rede de #Televisão.

Publicidade

Caso contrário, ela não será transmitida, independente de quem esteja mandando o jogo.

A Globo e o Esporte Interativo afirmam terem firmado contratos com Santa Cruz e Figueirense. Essa situação pode ser resolvida na Justiça. O Palmeiras é o único a não fechar com qualquer uma das emissoras. #Campeonato Brasileiro #PaixãoPorFutebol