A escalação de Ricardo Gomes para o jogo contra o Figueirense na última quarta-feira surpreendeu ao ver o anúncio do nome do centroavante Anderson Aquino. O atleta foi escalado para defender a camisa do #Botafogo apenas seis vezes desde que chegou, como titular foram míseros quatro jogos. O fato de estar atuando mal, e não ter marcado os gols que eram esperados que fizesse, tem irritado a torcida.

No empate por 0 a 0 contra o Figueirense o jogador foi duramente criticado e muito vaiado no momento em que foi substituído por Luis Henrique. Apesar da má fase, Aquino se mostrou com um pensamento diferente dos torcedores. Em entrevista o atleta revelou que a insatisfação é com todos os jogadores, e não somente com ele.

Publicidade
Publicidade

Para ele se o problema fosse isolado em um jogador, facilmente poderia ser resolvido, mas o problema na visão de Aquino é coletivo. Como solução indicou que precisassem reagir como equipe, pois condições para isso o time tem.

Aquino ainda falou que não será possível sair dessa fase sem o apoio da torcida, até que os torcedores voltem a crer no time que defende o clube de General Severiano, muito trabalho terá que ser feito. Sem negar a delicadeza e a complexidade do momento, o atleta falou que espera que essa fase possa findar o mais breve.

As vaias se deram pois Aquino, como centroavante, tem atuado muito abaixo do esperado. No jogo nenhuma finalização foi feita por ele. Foram 61 minutos em campo e nada próximo de um gol. A bola chegou poucas vezes com qualidade, é fato, mas os três impedimentos deixaram ainda mais impacientes os torcedores nas arquibancadas.

Publicidade

O atacante garante que se cobra bastante para que a “zica” possa ser afastada de vez.

Na mesma entrevista que foi concedida após o jogo, Aquino falou que se cobra muito e que as muitas expectativas em relação a ele torna a cobrança ainda maior: "talvez uma das maiores", acredita o atleta que ficou ainda mais chateado por sair sem ter marcado nenhum gol. Jogos que encerram com empate ou derrota minam a confiança: "até os melhores estão sujeitos a isso", disse Aquino. Encerrou dizendo que empenho e dedicação não irão faltar, e que em algum momento a assertividade irá vir e os gols irão ser feitos: "A bola vai entrar!".

O próximo embate do Botafogo será contra o Internacional, o jogo que valerá a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro será no Beira Rio, ou seja, um jogo complicado pro Botafogo, que continua na zona do rebaixamento.

Vencer no domingo é muito importante, pois os três pontos farão a diferença. Ricardo Gomes deverá colocar em campo Ricardo Pimpão. Se há alguma lógica no que foi dito por Aquino, de que a má fase é coletiva e nada tem a ver com atuações individuais, então pouco importa quem vai ser a pessoa que irá levar o Botafogo de encontro com as vitórias.  #Futebol