Há quase 12 anos o mundo presenciou como o #Futebol é capaz de levar alegria para a vida das pessoas. Um amistoso entre Haiti e Brasil no dia 18 de agosto de 2004, realizado na capital Porto Príncipe, parou, mesmo que por algumas horas, a guerra civil que maltrata a população haitiana. A #Seleção Brasileira goleou os donos da casa por 6 a 0, mas, naquele dia, o placar era o que menos importava.

O Jogo da Paz foi realizado a pedido do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para tentar cultivar a harmonia em um país que enfrentava uma grave crise política. O Brasil já havia enviado, meses antes do amistoso, centenas de militares para tentar amenizar os efeitos que a guerra civil estava causando nos haitianos.

Publicidade
Publicidade

Depois de tanto anos, a situação no país caribenho ainda é delicada. Neste mês, será enviado o 24.º contingente do Batalhão Brasileiro de Força de Paz (Brabat) na Missão das Organizações das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah). As tropas brasileiras atuam nas áreas mais violentas do Haiti, além de prestar apoio às atividades de assistência humanitária e de fortalecimento das instituições nacionais daquele país. A cada seis meses, homens e mulheres da Marinha, do Exército e da Aeronáutica deixam o país para participar da missão.

Segundo dados do Ministério da Defesa do Brasil, o Haiti possui 10,3 milhões de habitantes (54% deles vivem em extrema pobreza e 80% abaixo da linha de pobreza). O soldado e auxiliar da seção administrativa do Regimento de Cavalaria de Guardas (RCG) Dackson da Silva Pereira enfatiza a sua felicidade em poder participar da missão de paz.

Publicidade

“Sinto-me bastante honrado por estar pré-selecionado para essa missão. Pra mim, será um conhecimento adquirido que irei levar durante toda minha vida. Vai ser uma experiência única”, destacou.

Copa América Centenário

As duas seleções voltam a se enfrentar nesta quarta-feira (8) em partida válida pela segunda rodada do grupo B da Copa América Centenário, às 20h30 (horário de Brasília), em Orlando, nos Estados Unidos. Na primeira rodada do grupo, a equipe verde amarela ficou no empate de 0 a 0 com o Equador. Já a seleção haitiana perdeu por 1 a 0 para o Peru.