Famoso especialmente durante a sua passagem pela extinta Rede Manchete, o jornalista Alberto Léo, de 65 anos, faleceu na manhã desta quinta no Rio de Janeiro. Segundo familiares, ele estava internado na Clínica São Carlos, no Humaitá, zona sul da capital fluminense, devido à complicações decorrentes de um câncer no intestino, enfermidade contra a qual lutava há anos.

Ele será enterrado na sexta, às 13h (de Brasília), no Cemitério do Caju, bairro da zona norte da "Cidade Maravilhosa".

História

Um dos ícones da comunicação esportiva, Alberto Léo iniciou a sua carreira na Bandeirantes em 1980, substituindo Galvão Bueno, que havia se mudado para São Paulo.

Publicidade
Publicidade

No entanto, o auge de sua carreira veio ao acertar com a Rede Manchete, em 1983. Três anos depois, assumiu a chefia do departamento de esportes do canal, que, dentre várias atrações, esteve presente nas Olimpíadas de 1988 (Seul, Coreia do Sul), 1992 (Barcelona, Espanha) e 1996 (Atlanta, Estados Unidos), nas Copas do Mundo de 1986 (México), 1990 (Itália) e 1998 (França) além de diversos Campeonatos Cariocas e inúmeras Copas do Brasil.

Em 1999 deixou a Manchete. Ultimamente, integrava a equipe da EBC (Empresa Brasileira de Comunicação). Era responsável pela apresentação de várias jornadas da TV Brasil, como o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, a Copa São Paulo de Futebol Júnior, além das Séries B e C do Brasileirão. No mesmo canal também era um dos comentaristas do programa "EsportVisão", apresentado por Sérgio Du Bocage.

Publicidade

Além da TV, deu a sua contribuição para a Rádio Nacional.

Torcedor fanático do Fluminense, Alberto Léo era muito querido pelos colegas e amigos. Durante a sua carreira teve, como parceiros, profissionais do quilate de Paulo Stein, Márcio Guedes, Halmalo Silva e José Roberto Tedesco. No entanto, dizia que um de seus maiores prazeres foi ter estado junto com João Saldanha, um dos mais tradicionais jornalistas esportivos e ex-técnico que montou a espinha dorsal da Seleção Brasileira, futura campeã mundial em 1970. #Famosos #Televisão #PaixãoPorFutebol