Quando a maioria dos torcedores e da imprensa entendia que a reunião do Tite na sede da CBF no RJ, na noite desta terça-feira, seria apenas para "bater o martelo", houve uma frustração geral porque depois de mais de três horas de reunião as partes deixaram o prédio da entidade máxima do futebol brasileiro sem acordo para a definição do técnico da Seleção Brasileira. Coube ao gerente de Comunicação da CBF, Douglas Lunardi, pouco depois da meia-noite, sair do prédio da entidade para conversar com os repórteres sobre o que foi tratado entre o Tite e os representantes da Confederação Brasileira de Futebol.

No entanto as respostas de Douglas pouco ou nada esclareceram as muitas dúvidas dos repórteres ávidos por respostas.

Publicidade
Publicidade

Lunardi afirmou apenas que foi uma boa reunião, mas não conclusiva e que as partes em breve voltarão a ter outros encontro, mas adiantou que isto não ocorrerá nesta quarta-feira. Acrescentou apenas que seria em breve. A única informação importante passada por Douglas Lunardi foi que Rogério Micale fará a pré-lista de jogadores que irão integrar a Seleção Olímpica. 

A falta de acerto entre o Tite e a CBF para assumir a #Seleção Brasileira fez com que a imprensa passasse a especular as possíveis razões pelas quais esta reunião não fosse conclusiva. Uma destas especulações estaria ligada as exigências do técnico do #Corinthians para assumir o cargo e uma delas refere-se ao fato de que o comandante da comissão técnica corintiana deseja trabalhar com as pessoas que integram sua equipe de trabalho no alvinegro paulista.

Publicidade

Tite teria preferência por Edu Gaspar, diretor de Futebol do Corinthians para o cargo que era ocupado por Gilmar Rinaldi como coordenador de Seleções. Mas para este posto o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, já teria convidado Leonardo, ex-lateral da Seleção Brasileira de 1994 e que trabalhou como gerente de futebol no PSG da França. 

Agora fica a expectativa de quando ocorrerá a nova reunião entre a CBF e o Tite para superar os obstáculos que impediram que tudo fosse resolvido nesta terça-feira. O certo é que o Tite comandará o Corinthians na rodada de meio de semana pelo Brasileirão onde receberá um grande apelo da Fiel para ficar no clube e não ir para a Seleção Brasileira. Aliás, já existe nas redes sociais uma grande mobilização de torcedores corintianos pelo "Fica Tite".  #PaixãoPorFutebol