O ABC de Braga conquistou o campeonato português de handebol mas, contrariamente ao previsto, não ganhou entrada direta na Liga dos Campeões. No ano passado, com as novas mudanças na prova principal de equipes na #Europa, o campeão FC Porto passou diretamente para a fase de grupos. Agora, o ABC terá que fazer uma qualificação mas os motivos da Federação Internacional de Handebol não estão caindo bem, entre os torcedores do time. O ABC é o time português com melhor histórico na Liga dos Campeões mas a EHF fala em outros motivos, colocando em causa o menor orçamento do ABC, para disputar essa prova. 

Além de ser campeão de Portugal, o ABC também ganhou uma prova europeia, a Taça Challenge, o que lhe deveria ter permitido somar mais pontos para o ranking de Portugal.

Publicidade
Publicidade

Apesar de todos esses feitos, o time que na época anterior também tinha chegado longe na Europa, com a final da Challenge, não teve seu estatuto reconhecido internacionalmente. De acordo com o jornal O Jogo, outros fatores foram pesados pela EHF, para lá dos esportivos. 

Nessa época, a EHF analisou as condições que cada time poderia oferecer, incluindo o pavilhão, número de torcedores, quantas vezes passam seus jogos na televisão e até o valor de marketing. O ABC de Braga está se preparando para realizar uma nova reestruturação no pavilhão Flávio Sá Leite e tudo deveria ficar pronto a tempo para a Liga dos Campeões. Agora, tudo muda e o clube vai sofrer uma forte contrariedade para a nova temporada, uma vez que estavam contando em entrar logo na fase de grupos da mais importante prova da Europa. 

O ABC é o time português com o melhor histórico nas provas europeias, tendo já jogado uma final da Liga dos Campeões, em 1994.

Publicidade

Na última temporada, conseguiu ganhar seu primeiro título europeu, a Taça Challenge, mas foi já a quarta final europeia que o time de Braga jogou. 

Agora, o ABC terá que jogar uma fase de qualificação com outras três equipes, ainda a sortear. Somente o vencedor do grupo vai avançar para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Nessa qualificação entram, além de o ABC, o Tatran Presov, Red Boys Differdange, Achilles Bocholt, Cocks, Maccabi Castro Tel Aviv, Gorenje Velenje e o Bregenz Handball

Também o Saint-Raphael, da França, tem razões de queixa. O time francês foi vice-campeão na França, o que deveria chegar para entrar na Liga dos Campeões. No entanto, vão ficar de fora. Mas, Montpellier e Nantes, que ficaram pior classificados, já estão na fase de grupos da Liga dos Campeões. Tal como o ABC, também o Saint-Raphael se arrisca a ficar de fora por ter uma menor dimensão econômica, apesar de os melhores resultados esportivos. 

E o leitor, o que pensa dessa situação? Considera que a EHF está sendo injusta com essas equipes? Deixe sua opinião! #Resenha Esportiva