O histórico #UFC 200 parecia ter pedido a graça, após o cancelamento da participação de Jon Jones por ter sido flagrado em exame antidoping, pelo menos na ótica dos fãs do UFC, mas o inacreditável parece ter acontecido e o UFC arranjou um substituto à altura de Jones, Anderson Silva, isso mesmo, o brasileiro substituirá Jones na luta contra Daniel Cormier, no sábado. A informação da participação do Spider no evento, foi confirmada pelo próprio lutador em sua página numa rede social. Anderson Silva escreveu:

“Vegas, aí vamos nós”.

A informação também foi apurada e confirmada pelo site do Canal Combate, que confirmou com fontes próximas ao lutador a participação do brasileiro na luta principal do UFC 200.

Publicidade
Publicidade

Apesar de lutar com um campeão, luta não valerá cinturão

O adversário de Anderson Silva, Daniel Cormier, é o atual campeão linear da categoria meio-pesado do UFC, já que Jon Jones detém o cinturão interino da categoria. Apesar de lutar com um campeão, o brasileiro não terá direito de erguer o cinturão ao final da luta, caso vença Cormier.

Em relação ao peso dos lutadores, ainda não foi divulgado em qual categoria o duelo será disputado. Anderson Silva é da categoria dos pesos médios, até 84 quilos. Cormier é dos meios pesados, até 93 quilos. Provavelmente, o brasileiro terá que “engordar” um pouco para enfrentar o americano e lutar na categoria meio pesado.

Spider já lutou três vezes nos meio-pesados

O brasileiro já fez três lutas na categoria acima da sua habitual e conseguiu três triunfos.

Publicidade

Ele já venceu três americanos na categoria dos meio pesados, Stephan Bonnar, em 2012, Forrest Griffin, no UFC 101, e James Irwin, no ano de 2008.

O brasileiro de 41 anos vem de derrota para o atual campeão peso médio do UFC, Michael Bisping, no UFC Londres, disputado em fevereiro desse ano. O cartel do brasileiro, atualmente, é de 33 vitórias, 7 derrotas e 1 luta sem resultado. Lembrando que o brasileiro é recordista de defesas de cinturão do UFC, ele manteve seu cinturão por onze lutas e permaneceu invicto, durante dezesseis lutas recorde absoluto do UFC. #Entretenimento #Resenha Esportiva