De tanto insistir, o #Botafogo conseguiu. CBF concedeu o aval que libera o clube Alvinegro de estrear a casa nova no clássico contra o Flamengo, no dia 16 de julho. A confirmação da notícia vem de General Severiano, que encontra-se muito confiante de ter um jogo com casa cheia já que o estádio tem capacidade para 17.250 mil torcedores.

Para conseguir que a CBF concedesse o pedido, o Botafogo teve que fazer a lição de casa, laudos do Corpo de Bombeiros, laudos do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) e laudos da Vigilância Sanitária foram exigidos pela CBF e, todas elas, o Botafogo conseguiu.

Publicidade
Publicidade

Após vistoria da CBF a Arena foi liberada, e nessa última quarta-feira já teve os donos da casa pisando no gramado em um primeiro treino.

Na semana passada o major Sílvio Luis, do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) já tinha dado uma entrevista dizendo que a Arena surpreendeu, trata-se de um estádio com boas condições de se fazer a segurança, oferece muito conforto e o militar enalteceu também os meios pensados para a locomoção do público dentro e nos arredores da Arena. A única imposição feita pelo Gepe é de que a torcida visitante tenha no máximo 10% dos ingressos ofertados (ao menos nesse primeiro momento), sendo assim o Flamengo terá disponível apenas 1.725 ingressos.

O major, em entrevista, revelou que todas as exigências feitas foram atendidas e para ele não há mesmo nenhum impeditivo para que o clássico aconteça.

Publicidade

Comparou com São Januário e disse que se trata da mesma condição, limitar em 10% os ingressos concedidos aos visitantes. O militar ainda falou sobre a segurança e para ele o setor visitante foi muito bem pensado e planejado. Quem lá estiver estará muito seguro pois existe a possibilidade dos torcedores visitantes desembarcarem já dentro do estádio, e também o acesso a área destinada aos visitantes tem roletas separadas, também dentro do estádio. O major encerrou dizendo que o projeto ficou excelente.

Pelo o que foi apurado, o Botafogo teve que desembolsar 5 milhões de reais na reforma do estádio Luso-Brasileiro, e neste poderá jogar somente 13 vezes nesse ano, fazendo 12 jogos pelo Campeonato Brasileiro e um pela Copa do Brasil, se passar de fase na Copa do Brasil poderá ter até mais quatro jogos. Quanto aos custos, cada duelo custará em média 385 mil reais, mais que o dobro que o Alvinegro gastava no ano passado, a saber: o custo do ano anterior era de 170 mil reais por partida.

Em relação a rentabilidade, o clube pensa em levantar a receita através de venda de bilhetes e de pacotes que estejam incluído todos os jogos do Brasileirão.

Publicidade

Para ter ideia se o valor será suficiente, até segunda-feira foram vendidos 607 pacotes para as arquibancadas no valor de 255 reais cada, e 136 destinado a área sócio no valor de 450 reais cada. Desconfiados de que não será o suficiente, o conselho já pensa sobre alugar o estádio para jogos de times rivais. Porém, Carlos Eduardo Pereira, presidente do clube, já informou que não irá permitir que o Flamengo alugue a Arena, pelo menos enquanto estiver correndo em justiça o imbróglio envolvendo Willian Arão. #Futebol