Após a vitória do São Paulo contra o América-MG por 3 a 0 neste domingo (10), no Morumbi, partida disputada pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o goleiro Denis revelou à imprensa que seu contrato com o tricolor paulista, que se encerraria no próximo mês, foi prorrogado por mais uma temporada e meia, terminando em dezembro de 2017 apenas.

Dizendo-se feliz pela assinatura do acordo, Denis afirmou que o São Paulo vai buscar a classificação para a final da Libertadores e essa luta de 2016 vai entrar, segundo o jogador, para os anais do clube, diante da descrença da torcida são-paulina após a derrota por 2 a 0, em casa, na última quarta-feira (6).

Publicidade
Publicidade

Para que as previsões de Denis sejam confirmadas, o São Paulo terá de devolver o resultado do Morumbi em Medellín para levar a disputa para os pênaltis. Uma diferença de dois gols ou mais dá ao time paulista vaga direta na final. 

O goleiro são-paulino ganhou a titularidade após a aposentadoria de Rogério Ceni, mas ainda não conseguiu mostrar que tem a competência necessária para substituir o M1to. Neste ano, Denis já falhou em partidas nos dois campeonatos que o time disputa: Brasileirão e Libertadores. Mesmo diante de alguns erros que custaram caro ao time, a diretoria são-paulina e também o técnico Edgardo Bauza confiam na capacidade técnica de Denis, e por esta razão é que o mantém na equipe, descartando quaisquer possibilidades de o clube ir ao mercado para buscar um profissional em sua substituição.

Publicidade

O reserva de Denis, que neste ano submeteu-se à uma cirurgia de apêndice, está afastado dos gramados em decorrência de uma lombalgia - lesão da coluna que atinge as vísceras situadas na região.

Denis acredita que o tricolor paulista vai vencer a partida de "vida ou morte" na próxima quarta-feira (13) contra o Atlético Nacional, em Medellín, dizendo que, para tanto, o time precisa atuar de forma estratégica, atacando de forma sucinta e não desordenadamente e, sobretudo, com serenidade.

Para o embarque desta noite rumo à Colômbia, as ausências, já esperadas, foram Kelvin e Ganso, que permaneceram no Brasil para tratamento de estiramento na coxa. Outro que não viajou e também será desfalque no elenco foi o zagueiro Maicon, expulso na última partida após cometer falta tola ao empurrar Moreno diante dos olhares do árbitro argentino Mauro Vigliano. #Futebol #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol