O atacante Edilson Capetinha, que já passou por clubes como Palmeiras, Flamengo, Corinthians, Bahia e Vitória, está preso na Delegacia de Polícia Especializada da Polícia Civil do Distrito Federal. Ele não paga pensão há mais de três anos. O valor acumulado e corrigido já ultrapassa os 430 mil reais.

O advogado da mãe do filho de Edilson disse que o mandado de prisão foi expedido por 30 dias e não prevê pagamento de fiança. “Ele pagando o valor devido, será libertado. Caso não pague a pensão em 30 dias, o prazo pode ser prorrogado por mais um mês”, disse o advogado em entrevista ao jornal Correio*, da Bahia.

Ainda segundo o advogado, o valor da dívida pode ser negociado.

Publicidade
Publicidade

"O valor corresponde à pensão e juros e ele pode tentar um acordo para fazer o pagamento", contou. Mensalmente, Edilson tem a responsabilidade de pagar pensão alimentícia de dez salários mínimos à mulher do seu filho.

Prisão

Edilson foi detido por agentes da Polícia Civil no Aeroporto Internacional JK, em Brasília, Distrito Federal. Em seguida, levado à carceragem do Departamento de Polícia Especializada do DF, próximo ao Parque da Cidade. Aos 45 anos, ele acertou o seu retorno ao #Futebol no Planaltina para jogar a segunda divisão do campeonato do Distrito Federal. O atacante deveria fazer sua estreia no último final de semana.

Baiano, Edilson também teve problemas com a justiça ano passado quando foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF-GO) de integrar uma quadrilha especializada em fraudar pagamentos de prêmios de loteria da Caixa Econômica Federal.

Publicidade

O jogador nega as acusações.

Segundo a Polícia Civil, Edilson pode ficar detido por até 90 dias. Até lá, a única forma de ser solto é pagando o valor total da dívida ou fazendo um acordo de parcelamento na Justiça. Até a noite de domingo, o valor não havia sido pago e nem acordo feito. Em 2002, o atacante Edilson fez parte da seleção brasileira convocada pelo técnico Felipão que conquistou o pentacampeonato mundial de futebol no Japão e na Coreia do Sul.

Confira também: sem Damião e Gilberto, Vasco acerta contratação de atacante ex-Santos #Corinthians #Casos de polícia