O São Paulo está em busca de jogadores para suprir as ausências de Alan Kardec e Calleri. Insatisfeito, Edgardo Bauza tem proposta para assumir a seleção da Argentina e pode aceitar. Enquanto não aceita e não deixa o time brasileiro, o técnico faz planos para seu futuro como treinador do São Paulo. 

Em entrevista para uma rádio argentina, Bauza relatou que a diretoria está atrás de Lucas Pratto, do Atlético-MG, e Lucas Barrios, do #Palmeiras. Assim como fez com Alan Kardec, o time do Morumbi pode novamente fazer um palmeirense 'pular o muro'. Mas, desta vez, com o consentimento alviverde. 

No Palmeiras, Barrios vive um litígio.

Publicidade
Publicidade

Durante a disputa do #Campeonato Brasileiro, mais especificamente antes da partida contra o América-MG, o paraguaio foi relacionado e depois foi cortado. Nervoso, o jogador convocou uma coletiva de imprensa e rebateu as declarações de Cuca. Um dia antes, o treinador palmeirense garantiu que o jogador não estava feliz e que deveria procurar algum outro clube para jogar. 

Com salário muito acima da média (R$ 1 milhão mensal), a Crefisa, que banca os vencimentos, já autorizou o Palmeiras a negociá-lo. Nenhum clube fez proposta para levá-lo justamente pela alta pedida. Outro ponto que dificulta a saída de Barrios do Palmeiras é seu desempenho. O atleta não vem jogando bem quando entra e não tem chance como titular. 

Relação

A relação entre Palmeiras e São Paulo melhorou, mas ainda não é boa. Desde a saída conturbada de Alan Kardec, Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, comenta sempre que mantém 'relações cortadas' com o clube rival.

Publicidade

Qualquer tipo de negociação promete não ser facilitada pelo mandatário verde.

Cuca também quer reforços

Não é só Bauza que pediu novos atletas. O técnico Cuca também revelou que quer jogadores. O problema maior é que a janela de transferências fechou e o Palmeiras não aproveitou a oportunidade. Se quiser se reforçar, Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, terá que olhar para o mercado interno. Só será possível contratar jogadores que ainda não completaram sete partidas no Brasileiro, seja na série A ou B.