Uma ação de prevenção contra os vírus zika e #Dengue foi anunciada pelo Comite Olímpico dos Jogos Rio 2016 na segunda-feira (4). Os atletas, funcionários e voluntários que participarão do evento receberão repelentes da marca OFF! para uso pessoal. A empresa SC Johnson Brasil se tornou, então, o fornecedor oficial de repelentes neste que é o evento mais importante do esporte mundial. Além de aproveitar a situação para expor seu produto em uma possível ação bem sucedida de marketing.

De acordo com a informação do jornal Folha de S. Paulo, serão 115 mil repelentes distribuídos durante os 17 dias de competição na cidade do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

Os turistas que irão acompanhar o evento serão presenteados também com amostras gratuitas oferecidas pela empresa.

O Comitê Olímpico já havia anunciado anteriormente a venda de um repelente como produto licenciado dos Jogos Rio 2016. O repelente, aliás, já pode ser encontrado em alguns pontos de venda, como em determinados aeroportos do país. O produto vem dentro de um kit que contém ainda um protetor solar.

Mesmo com a queda da incidência do mosquito Aedes aegypti, que transmite o zika e a dengue, por conta do inverno, o governo federal deverá disponibilizar 3 mil profissionais de saúde para garantir a tranquilidade e o bem estar de todos os envolvidos com relação as doenças abordadas.

Não podemos esquecer, também, que alguns atletas já desistiram de participar dos Jogos, ou ainda pensam em desistir, por causa do transtorno dessas doenças.

Publicidade

Os golfistas Hideki Matsuyama, Adam Scott, Louis Oosthuizen, Charl Schwartzel, Marc Leishman, Vijay Singh, Rory McIlroy e Jason Day, líder do ranking na modalidade, são alguns exemplos. O astro do basquete espanhol e da NBA, Pau Gasol, havia desistido de representar seu país, mas voltou atrás em sua decisão. E o fato mais curioso foi o ato do britânico Greg Rutherford, ouro no salto em distância nos Jogos de Londres 2012. Rutherford decidiu congelar seu esperma para não transmitir o zika, caso seja picado, para a sua mulher caso decidam ter mais filhos.

Mesmo que as autoridades brasileiras afirmem que não haverá problemas com relação aos vírus zika e dengue, a prevenção com o uso de um repelente deverá, de fato, fazer parte do uniforme dos atletas nessa edição das Olimpíadas. #Rio2016 #Zika Vírus