Ainda não será na próxima quarta, às 21h45 (de Brasília), a estreia do Fluminense no Giulite Coutinho, em Édson Passos. No final da tarde desta sexta, a Confederação Brasileira de #Futebol (CBF) divulgou, por intermédio de seu site, a mudança da partida do Tricolor contra o Ypiranga-RS, o primeiro entre ambos pela terceira fase da Copa do Brasil, do estádio do América-RJ para o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Segundo informações da principal entidade do futebol nacional, a alteração do local do jogo se deu por questões de logística da TV detentora dos direitos de transmissão do certame (Rede Globo), além de alguns aspectos ligados à segurança dos torcedores.

Publicidade
Publicidade

Em 2016, o #Fluminense vem enfrentando sérios problemas para exercer o seu mando de campo devido ao fechamento do Maracanã por conta dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio. No Campeonato Carioca e na Primeira Liga, a diretoria do clube das Laranjeiras adotou por levar algumas cidades de outros estados, como Manaus, capital do Amazonas, Brasília, Cariacica, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo, Natal, capital do Rio Grande do Norte e Juiz de Fora, zona da mata de Minas Gerais. Com o intuito de evitar um maior desgaste do elenco no restante da temporada, o Tricolor firmou um contrato com o América-RJ para utilizar as instalações do Giulite Coutinho. Desde então, porém, esbarrou na necessidade de fazer várias reformas para tornar o local apto a receber uma partida da competição.

Publicidade

O planejamento inicial do Flu era fazer a sua primeira partida na sua "casa temporária" no último dia 11 de junho, contra o Grêmio. Depois, a estreia aconteceria diante do Santos. Agora, a expectativa passa a ser o compromisso da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, quando encara, no dia 11 de julho, o Cruzeiro.

Visivelmente incomodado e disposto a ver o Fluminense nunca mais passar por esse incômodo, o presidente Peter Siemsen, diferentemente do que havia falado anteriormente, já vem articulando, juntamente com outros membros da diretoria, a criação de um projeto de construção de um estádio próprio. Caso erguida, a nova praça tricolor surgiria na região da Barra da Tijuca, bairro da Zona Oeste do Rio. #PaixãoPorFutebol