Nesta segunda-feira (26), durante entrevista à rádio argentina Cooperativa, Edgardo Bauza confidenciou que a diretoria do São Paulo estava buscando reforçar o ataque do seu time com os hermanos Lucas Barrios e Lucas Pratto, do Palmeiras e Atlético-MG, sucessivamente. Segundo o treinador, pelo menos a chegada de um deles era aguardada.

Na última terça-feira, no CT da Barra Funda, Patón disse que seis nomes de atacantes que jogam no Brasil estavam na mesa para os dirigentes do clube decidirem.

Os setores mais prejudicados com as saídas de três atletas na última janela de transferências para o exterior foram o ataque e o meio campo.

Publicidade
Publicidade

Centroavante artilheiro da Copa Libertadores da América 2016, o argentino Jonathan Calleri não permaneceu no tricolor, assim como Alan Kardec, que seria seu substituto direto, contratado para jogar no Chongqing Lifan, da China; além de Paulo Henrique Ganso que seguiu para ser o novo camisa 10 do Sevilla, da Espanha.

José Alexandre Medicis, vice-presidente de futebol do São Paulo, afirmou que o objetivo do clube é a contratação de um meio campista que supra as carências criadas no setor com a saída do Maestro e que contratar atletas para o ataque, neste momento, não é a prioridade.

Questionado sobre a declaração de Bauza acerca dos atacantes Pratto e Barrios, o dirigente afirmou que negociar e tentar trazer o jogador do Atlético-MG é menos complicado do que contratar o palmeirense que, para o dirigente, recebe um salário fora da realidade do time do Morumbi, cerca de R$ 1 milhão.

Publicidade

Acontece que a diretoria do clube mineiro não está nem um pouco interessada em ceder o atacante argentino e, inclusive, até já recusou proposta feita pelos chineses do Chongqing Lifan, que ofereceram R$ 22 milhões pelo jogador mas acabaram, com a negativa dos atleticanos, partindo para a contratação de Kardec por R$ 18 milhões.

Sem Barrios e Pratto, o plano C do tricolor paulista também acaba anulado por conta das regras da Confederação Brasileira de #Futebol (CBF). Trata-se do também palmeirense Rafael Marques que não pode defender nenhum outro clube, no Brasil, por já ter disputado mais de sete partidas pelo Campeonato Brasileiro.

Desta maneira, a opção de Patón, por enquanto, é montar o ataque com as peças que tem; Andrés Chávez, que marcou um belíssimo gol de bicicleta durante treino nesta terça-feira, e Gilberto, que já estreou em jogo oficial vestindo a camisa do São Paulo na derrota para o Grêmio por 1 a 0 em Porto Alegre, no último domingo, pela 16ª rodada do Brasileirão 2016. #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol