Uma torção no joelho direito, decorrente de uma entrada de Payet, tirou Cristiano Ronaldo da decisão da Eurocopa, logo aos 25 minutos do primeiro tempo. Mesmo sem contar com o seu astro, Portugal garantiu o título inédito da principal competição do futebol de seleções neste domingo, ao vencer, no Stade de France, em Saint-Dennis, nos arredores de Paris, a França por 1 a 0.

Diante da ausência da estrela máxima, coube a Rui Patrício o papel de protagonista. Com, pelo menos, duas defesas, o goleiro lusitano impediu que os franceses, apoiados por quase 90% da torcida presente, fossem para o intervalo com o placar em vantagem.

Publicidade
Publicidade

Enquanto isso, na base da garra, os comandados de Fernando Gomes apostavam nos contra-ataques para surpreender, mas, praticamente, não ameaçaram a meta de Lloris.

O equilíbrio marcou o segundo tempo. Com um forte sistema de marcação por parte das duas equipes, as chances foram escassas. Todavia, aos 46 minutos, Gignac recebeu dentro da área, cortou Pepe, mas finalizou na trave, desperdiçando a oportunidade de dar o título aos donos da casa

Com a experiência da terceira prorrogação no certame, Portugal adotou uma postura defensiva, bloqueando os espaços e impedindo uma maior pressão por parte da França. No entanto, aos três minutos da etapa final, Éder, que havia entrado no lugar de Renato Sanches, recebeu livre, ajeitou e, de pé direito, acertou o canto, sem qualquer oportunidade de defesa para Lloris: Portugal 1 a 0.

Publicidade

Em desvantagem no marcador, o técnico Didier Deschamps tirou o zagueiro Sissoko para colocar Martial. Mesmo com outro atacante, a França praticamente limitou-se a alçar bolas na área, quase todas improdutivas. Depois do apito do inglês Mark Clattemberg, a terra do Can-Can virou palco para uma perfeita "festa portuguesa com certeza".

FICHA TÉCNICA

FRANCA 0 X 1 PORTUGAL

Competição: Eurocopa (decisão);

Data: 10/07/2016 (domingo);

Local: Stade de France, em Saint-Dennis;

Horário : 16h (de Brasília);

Árbitro : Mark Clattenburg (Inglaterra), auxiliado por Simon Beck (Inglaterra) e Jake Collin (Inglaterra);

Cartões amarelos: Cédric, João Mário, Raphael Guerreiro, William Carvalho, Rui Patrício, Fonte (POR), Umtiti, Matuidi, Koscielny, Pogba (FRA);

GOL: Éder (3'/2°tempo da prorrogação).

FRANÇA : Lloris; Sagna, Koscielny, Umtiti e Evra; Matuidi, Pogba e Sissoko (Martial); Payet (Coman), Griezmann e Giroud (Gignac). 

Técnico : Didier Deschamps.

PORTUGAL : Rui Patrício, Cédric, Pepe, José Fonte e Raphael Guerreiro; Willian Carvalho, João Mário, Adrien Silva (João Moutinho) e Renato Sanches (Eder); Nani e Cristiano Ronaldo (Ricardo Quaresma). 

Técnico : Fernando Santos. #Futebol Internacional #Eurocopa 2016 #PaixãoPorFutebol