Buscando esquecer os momentos de instabilidade, o Fluminense remete ao passado. Neste dia 6 de julho, o Tricolor recorda os dois anos do falecimento de Assis, camisa 10 do time tricampeão carioca (1983/1984/1985) e campeão brasileiro (1984). Lembrado como o "Carrasco" do Flamengo, o ex-meia vivia em Curitiba, capital do Paraná, e morreu aos 61 anos por conta de uma insuficiência renal.

Não houve qualquer divulgação por parte da diretoria se, antes do confronto de mais tarde, às 21h45, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, diante do Ypiranga-RS, válido pela abertura da terceira fase da Copa do Brasil, haverá qualquer tipo de homenagem ao antigo ídolo.

Publicidade
Publicidade

Conheça a trajetória de Assis no #Fluminense

Nascido em São Paulo no dia 12 de novembro de 1952, Benedito de Assis da Silva chegou às Laranjeiras no segundo semestre de 1983 juntamente com o centroavante Washington depois de brilharem, na temporada anterior, pelo Atlético-PR. Em seu primeiro ano, já ganhou o carinho da torcida ao marcar, no último lance, o gol da vitória de 1 a 0 sobre o Flamengo no triangular final do Campeonato Carioca, torneio a ser conquistado pelo próprio Tricolor.

O auge, porém, veio, em 1984. Primeiramente, foi um dos destaques do elenco que, em uma final emocionante contra o Vasco, levantou o troféu daquele Brasileirão. Para completar, em um Maracanã com quase 160 mil pessoas, voltou a balançar as redes do Flamengo, garantindo o bi do Estadual do Rio.

Por conta da sorte contra o Rubro-Negro, em todos os Fla-Flus, os tricolores entoavam, das arquibancadas, o refrão: "Recordar é viver, Assis acabou com vocês".

No ano de 1985, começou a apresentar inúmeras lesões.

Publicidade

Mesmo assim, teve papel importante no tricampeonato carioca.

Deixou o Fluminense em 1987, jogando, ao todo, 177 partidas e assinalando 54 gols. No entanto, jamais se desligou da agremiação das Laranjeiras. Antes de adoecer, trabalhou nas categorias de base do clube, em Xerém, além de atuar como uma espécie de representante do clube no território brasileiro. No ano de 2010, entrou no gramado do Engenhão para celebrar, na ocasião, o terceiro título de Campeonato Brasileiro da história tricolor, garantido após a vitória de 1 a 0 sobre o Guarani-SP.

Além do Flu e Atlético-PR, Assis vestiu as camisas de Francana-SP, São José-SP, Inter de Limeira-SP, Pinheiros-PR, Paysandu-PA, Paraná, Internacional e São Paulo. Também disputou três jogos pela Seleção Brasileira., todos amistosos. #Futebol #PaixãoPorFutebol