Os bastidores seguem agitados nas Laranjeiras. No início da noite desta segunda, o Fluminense oficializou o retorno do atacante Wellington Silva, revelado no próprio clube em 2010 e que estava no #Futebol inglês. Tendo 23 anos, ele assinou um vínculo de quatro temporadas com o Tricolor.

Em entrevista concedida ao site oficial do Flu, o jovem não escondia a satisfação pela volta ao local onde surgiu para o mundo do futebol.

"Estou muito ansioso, realmente é como se fosse a primeira vez. Desejo de voltar sempre existiu. Quando soube que era possível fiquei dez dias nervoso, ansioso. Estou muito feliz e não tenho nem palavras para agradecer.

Publicidade
Publicidade

Agora é treinar e entrar em campo o mais rápido possível", disse o jogador, garantindo estar mais amadurecido.

"Saí muito jovem, agora estou com 23 anos, cabeça está bem melhor. Tem momento da vida que não podemos desperdiçar tempo, então essa minha volta é para recomeçar, pois o #Fluminense está me dando essa nova oportunidade", concluiu.

Como, no elenco, já existe um Wellington Silva (lateral-direito), o atacante, que, além da Inglaterra, onde vestiu as camisas de Arsenal e Bolton, também defendeu os espanhóis Levante, Alcoyano, Ponferradina, Real Murcia, Almería, passará a ser chamado somente de Wellington.

Outra novidade ficou por conta da regularização de Marquinho. O meia, campeão brasileiro de 2010, também retorna após quatro anos. Ao longo desse período, passou pelo Oriente Médio (Al-Ahli, da Arábia Saudita) e Itália, onde defendeu Roma, Verona e Udinese, seu último clube. Com o Fluminense, firmou um contrato de três anos.

Publicidade

Confirmadas as aquisições de Marquinho e Wellington, o Tricolor chega a cinco reforços para o restante de 2016. Antes, vieram o meia Danilinho (ex-Atlético-MG), Alexis Rojas, apoiador de 18 anos, revelação do Sportivo Luqueño, do Paraguai e Henrique Dourado, centroavante experiente com passagens por Palmeiras e Cruzeiro.

A expectativa da torcida e da diretoria é pela vinda de um típico camisa 10. Já com um acordo para trazer, em 2017, Junior Somoza, destaque do Independente del Valle, do Equador, um dos finalistas da Taça Libertadores, o Fluminense segue negociando a vinda do paraguaio Óscar Romero, do Racing, da Argentina. A transação, porém, não é fácil. Os portenhos não abrem mão do pagamento da multa rescisória, algo em torno de 10 milhões de euros. Ídolo por conta do título do Brasileirão de 2012 e da histórica campanha do vice da Libertadores de 2008, quando marcou todos os gols do Fluminense na final contra a LDU, Thiago Neves também surge como possibilidade. #PaixãoPorFutebol