Giuliano deve deixar o Grêmio e migrar para o Zenit, da Rússia, já que o clube aceitou a proposta do time e está negociando os detalhes finais da transferência, que deve garantir 7 milhões de euros aos responsáveis pela equipe gaúcha, segundo o site UOL Esporte.

Ou seja, as conversas estão na casa de 25 milhões de reais na cotação atual da moeda. Ainda nesta quinta-feira (21), uma decisão oficial a respeito do futuro do esportista deve ser anunciada.

Conforme destaca a publicação, já há algum tempo, o Zenit está interessado no passe de Giuliano, porém, o #Grêmio detém 100% de seus direitos econômicos.

Cabe destacar, apesar do futuro ainda incerto, Giuliano será visto pelos torcedores do Grêmio em pelo menos mais um jogo, que pode ser sua despedida, neste final de semana: no domingo (24), o Grêmio joga contra o São Paulo pela décima sexta rodada do #Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade

No momento, o atual time do meia e o Zenit conversam a respeito da comissão e quitação de taxas para que o negócio seja fechado. Exatamente por esse motivo, por nada estar 100%, é que Giuliano vai viajar com seus parceiros do Grêmio para mais essa partida em seu currículo.

Com 26 anos de idade, o atleta está no time desde 2014, quando foi contratado por R$ 20,5 milhões, mas teve a primeira temporada marcada por muitas lesões, o que ocasionou em uma internação para que sofresse uma cirurgia no púbis. Desde então, tornou-se um dos principais nomes do Tricolor como titular, destacando-se especialmente pelo controle de bola e marcação.

Cabe mencionar, apesar do UOL Esporte afirmar que é grande a chance de Giuliano se despedir do time no final de semana, o site do canal pago ESPN coloca sua participação no duelo contra o São Paulo em dúvida.

Publicidade

A publicação argumenta que, em favor da venda, pesa o fato do jovem ter rendimentos mensais na casa de R$ 700 mil, valor considerado acima da atual média do mercado - o vínculo de Giuliano com o Grêmio ainda é válido pelos próximos dois anos.

O site esportivo diz ainda que a equipe comandada por Roger Machado não deve substituí-lo imediatamente. #Futebol