O São Paulo #Futebol Clube, três vezes campeão da Copa LIbertadores da América (1992, 1993 e 2005), no mesmo período em que também venceu campeonatos mundiais como a Copa Intercontinental (1992 e 1993) e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA (2005), sem falar nos dezoito títulos nacionais conquistados e outros 22 estaduais, vive um momento completamente contraditório em sua gloriosa história.

Isto porque, após ser eliminado nas semifinais da Libertadores, o tricolor paulista foi vítima de um desmanche considerável em setores importantes como o meio campo e o ataque; saíram Ganso, Calleri e Alan Kardec. Além disso, a defesa também poderá perder Rodrigo Caio em breve.

Publicidade
Publicidade

Como se não bastassem essas baixas, agora a diretoria do Soberano vive a angústia da saída iminente de Edgardo Bauza para a Seleção da Argentina, um dia depois de comemorar, em sigilo, a provável permanência do treinador no comando técnico do time.

No início desta semana, o nome de Patón perdeu força para concorrentes como Jorge Sampaoli e Marcelo Bielsa, o que motivou a diretoria são-paulina a alimentar esperanças de contar com o argentino até, pelo menos, o fim de seu contrato, que se encerra juntamente com a temporada. 

Mas, contratado pelo Sevilla há apenas um mês, o técnico Sampaoli não foi liberado pelo clube espanhol que recusou a ideia da AFA (Associação de Futebol da Argentina) de um compartilhamento do profissional por um ano. Com multa rescisória de 6 milhões de euros, algo em torno de R$ 21 milhões, Jorge Sampoli acabou descartado da direção do time alviceleste.

Publicidade

Marcelo Bielsa, que já comandou a Seleção da Argentina entre os anos de 1998 e 2004, recusou até mesmo um encontro com Armando Pérez, dirigente da AFA, revelando que não tem o menor interesse em aceitar qualquer convite para o comando técnico do time diante da política atual da associação de futebol do país.

Desta forma, o nome do treinador do São Paulo volta a ser cogitado de maneira intensa, segundo informou o jornal argentino "La Nación".

Patón esteve em Buenos Aires, na última sexta-feira (22), quando se reuniu com os diretores da AFA para uma conversa sobre o momento do futebol argentino e, segundo o técnico, não recebeu nenhuma proposta oficial naquela tarde. Agora, a possibilidade de ser anunciado como novo treinador da seleção de seu país é algo muito provável.

Independentemente disso, Bauza precisa promover a recuperação do tricolor paulista no Campeonato Brasileiro, pelo menos enquanto continua no comando técnico do elenco. 

O time está 9ª colocação na tabela do nacional, com 22 pontos e 45,8% de aproveitamento e vai enfrentar, no próximo domingo, no Morumbi, a Chapecoense, que tem o mesmo rendimento e a mesma pontuação do clube paulista, estando uma posição abaixo. A partida está marcada para as 16h e é válida pela 17ª rodada do Brasileirão. #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol