Luiz Antônio, que já vinha insatisfeito por não estar sendo escalado pelo técnico Oswaldo de Oliveira, viu na proposta do Bahia um meio de adquirir as sequências de jogos tão desejada. A negociação foi bem rápida - entende-se assim, pois o Bahia precisava do aval de dois times: o Flamengo, que é detentor dos direitos do atleta, e do Sport que mantinha um empréstimo com o volante -, ainda hoje (quarta-feira), Luiz Antônio estará viajando para Salvador, onde está sendo esperado para exames médicos e para ser apresentado como o mais novo contratado do clube. No Tricolor de Aço, que, atualmente, está disputando a Série B do Campeonato Brasileiro, Luiz Antônio terá a chance de conquistar a titularidade tão almejada pelo atleta.

Publicidade
Publicidade

No Bahia, ele é esperado como um grande reforço, e quanto a sua saída do Leão pernambucano, ele diz acreditar que saiu pela porta da frente.

Em uma última entrevista concedida na Ilha do Retiro, Luiz Antônio agradeceu a oportunidade que o Sport lhe concedeu, agradeceu todo o departamento de #Futebol do clube pernambucano, pois lembrou o atleta que o clube confiou nele e em seu respectivo futebol no início da temporada - vale lembrar aqui que, no início do ano, o técnico era outro, então talvez possa ter dado uma pequena cutucada em Oswaldo de Oliveira - , disse ainda que acredita estar saindo tendo feito o seu melhor e que muitos do clube souberam compreender isso. Encerrou dizendo que não teve muitas chances com Oswaldo de Oliveira, mas que sempre respeitou a decisão do treinador.

Publicidade

Sobre estar deixando o Sport, o volante fez questão de deixar claro que está trocando um clube que disputa a Série A para um que esta disputando a Série B do Campeonato Brasileiro, pois, nesse segundo, terá a chance de jogar. Luiz Antônio entendeu que escolher defender o Bahia lhe trará mais espaço para jogar até o fim dessa temporada.

Luiz Antônio foi contratado pelo Leão no começo do ano e era um dos titulares absolutos do técnico Paulo Roberto Falcão, no Campeonato Pernambucano e na Copa do Nordeste. No entanto, perdeu espaço desde a chegada de Oswaldo de Oliveira e só foi utilizado em quatro jogos nesta Série A. 

O comandante  Oswaldo de Oliveira não falou nada sobre o assunto, porém, sabe-se que o Sport viu nas decisões de seu técnico a mensagem de que Luiz Antônio era dispensável, tanto é que o Leão pernambucano não colocou nenhum obstáculo nessa negociação. Resta saber se esse desdenho tem fundamento ou não.