O astro e camisa 11 do Barcelona reconheceu o bom trabalho que vem sendo feito por Rogério Micale e elogiou muito o elenco que vai disputar as Olimpíadas.

Apesar de boas impressões, o atacante se irritou quando foi perguntado sobre a última impressão que deixou na seleção, mesmo sem estar atuando por um período. O xingamento se originou após retomarem o assunto sobre uma postagem em sua rede social chamando os críticos de “babacas” após eliminação da seleção brasileira. 

Quando foi perguntado sobre o seu individualismo dentro da #Seleção Brasileira, o craque, de forma irônica, sorriu e disse "só pode estar de brincadeira", chamando a atenção do jornalista para que olhasse para os olhos dele enquanto respondia. 

ABAIXO, RESPOSTA DO JOGADOR:

- Tem que ver as coisas que faço dentro de campo.

Publicidade
Publicidade

Fora, são coisas particulares. Quando estou fora do campo, independentemente de qualquer coisa, é minha vida particular. Tem que me cobrar dentro de campo, não tenho problema nenhum em falar sobre cartões, expulsões. Tenho vida particular, sou um cara de 24 anos. Sou novo, tenho minhas conquistas, minhas coisas. Sou muito tranquilo quanto a isso, tenho meus erros também. Não sou um cara perfeito. Também gosto de sair, de me divertir com meus amigos, tenho família, amigos. Por que não posso sair, ir para a balada? Posso sim e eu vou. Independentemente de qualquer coisa, se tenho consciência do meu dever no dia seguinte, não vejo problema nenhum. A partir do momento que eu sempre me entrego, tento sempre fazer meu melhor, meu máximo, não há problema. Erro sim e ainda vou errar, isso é normal para um ser humano.

Publicidade

Sou dos mais experientes aqui e não é por isso que sou perfeito. Pelo contrário. Estou aprendendo cada vez mais com os meninos mais novos que eu - disse o atacante do Barcelona, chamando a pergunta de "maldosa".

O jogador, que é considerado para muitos jovens atletas um exemplo e um meio de inspiração, busca através do seu bom #Futebol influenciar aos outros. #Neymar, que desde o início de sua carreira acumula algumas polêmicas, como uma discussão com o treinador Dorival Júnior ainda no Santos por não ter batido um pênalti, admitiu mais de uma vez que aprendeu com tudo isso e que hoje é muito mais maduro.