A ausência do atacante Jonathan Calleri, que seria substituído por Alan Kardec no ataque são paulino, fez o treinador Edgardo Bauza reclamar, e muito, das poucas oportunidades ofensivas criadas na derrota por 1 a 0 para o Grêmio, no último domingo (25), em Porto Alegre, pela 16ª rodada do Brasileirão.

Enquanto confiava na permanência de Kardec para ter solucionados os problemas com o desfalque do artilheiro da Libertadores, a diretoria são paulina acabou surpreendida com a proposta do Chongqing Lifan, da China, que acabou levando seu atleta embora. A partir daí, o ataque tricolor começou a viver seus dias de tempestade.

Gilberto e Andrés Chávez são as novas opções de Bauza, mas o treinador, informando que perdeu seus atletas principais, responsáveis por cerca de 80% dos gols marcados pelo time; não se mostra satisfeito e quer mais opções para escalar no ataque tricolor.

Publicidade
Publicidade

Em entrevista à uma emissora de rádio argentina, a Rádio Cooperativa, Patón disse que a diretoria do clube pretende fechar acordos com os argentinos Lucas Pratto, atualmente no Atlético-MG, e Lucas Barrios, do Palmeiras.

As transferências de Pratto e Barrios ao São Paulo não encontrarão nenhuma objeção, pois nenhum dos dois atletas chegou a disputar sete partidas nesta temporada pelo Campeonato Brasileiro.

O treinador são paulino disse que sem um goleador dificilmente conseguirá colocar o clube paulista na disputa pelo título do Brasileirão ou da Copa do Brasil. Ele apontou, ainda, que um dos dois citados é capaz de marcar de 15 a 20 gols em uma temporada e que é disso que o São Paulo precisa, de um 'matador'.

Atacante, Calleri fazia as vezes de um centroavante no esquema adotado por Bauza e proporcionava ao time paulista grandes chances de gols por sua presença avançada dentro da área adversária.

Publicidade

Os problemas na criação do São Paulo apareceram não apenas com a saída de Calleri e Kardec, mas também com a lesão sofrida por Ytalo, contratado do Audax Osasco no fim do Paulistão e que só deve se recuperar nas últimas rodadas desta temporada, justamente quando seu contrato com o tricolor será encerrado.

Contratado pelo Palmeiras para resolver o problema da falta de gols na equipe alviverde, o argentino naturalizado paraguaio Lucas Barrios também teve dificuldades com lesões seguidas que o fizeram perder a titularidade, ora para Alecsandro, ora para Cristaldo, na equipe de Perdizes. 

Já recuperado, Barrios não encontra seu "lugar ao sol" nas formações táticas do técnico palmeirense e o clube, que o mantém como uma espécie de "reserva especial", pode acabar cedendo o atleta dependendo do que for determinado pelos seus patrocinadores masters, Crefisa e FAM, detentores dos direitos econômicos do jogador.

A transferência de Pratto ao São Paulo pode ser mais complicada do que a de Barrios, isso porque o Atlético-MG, que já recusou proposta da China para vender o jogador, manifestou interesse em mantê-lo no elenco do técnico Marcelo Oliveira, mesmo tendo na disputa pela titularidade o ex-Fluminense Fred.

Publicidade

#Futebol #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol