A estrela do Barcelona, Neymar, se abriu em uma entrevista ao 'Marca', na qual falou sobre a atual situação do hermano, Messi. O craque diz que é impossível não admirar #Lionel Messi se você gosta de #Futebol, e acrescenta que o esporte será bem diferente sem o argentino. "Futebol, sem Messi, não é futebol.", disse #Neymar.

Recentemente, Messi trouxe à tona a notícia que chocou o mundo do esporte, levantando diferentes opiniões vindas tanto de outros craques quanto dos fãs do jogador. A revelação do fim da sua carreira no futebol internacional foi revelada depois que Messi sofreu mais uma derrota, senda essa a terceira vez consecutiva na final. O argentino se aposentou da carreira no futebol internacional depois da derrota para o Chile na Final da Copa America e seu companheiro de time, Neymar, lamenta e diz o esporte não será o mesmo sem Messi.

Publicidade
Publicidade

Messi que já está há tantos anos com o "Albiceleste", desta vez perdeu nos pênaltis para o Chile na Copa América, mandado seu próprio chute por cima da barra. Apesar disso, a carreira do jogador no Barcelona não tem sido menos que fenomenal, com diversos títulos conquistados.

Já em outro aspecto de sua vida, as coisas não tem ido muito bem para o ídolo argentino, especificamente contando com o fato de que Messi foi condenado a vinte e um meses de prisão por sonegação de impostos.

Mas seu companheiro no Barcelona acredita que, apesar do jogador argentino ter tido seus problemas esse ano, ele mudou o futebol mundial.

"Eu respeito a decisão dele, mas futebol, sem o Messi, não é mesmo futebol, é bem difícil de imaginar o futebol sem ele," disse Neymar, neste sábado (9), em um evento que aconteceu no Instituto que recebe o seu próprio nome.

Publicidade

"Se você realmente gosta de futebol, então acho que é impossível você não admirar o Messi e tudo que ele já fez pela Argentina e pelo Barcelona.", complementou.

Messi já marcou cinquenta e cinco gols em cento e treze jogos dos quais participou pela seleção argentina, e mais quarenta e um gols em seus quarenta e nove jogos para o Barcelona, em todas as competições da última temporada.