Paulo Nobre está prestes a deixar o cargo de presidente do Palmeiras. Ele está em seus últimos cinco meses de mandato. Em dezembro, o clube passará por novas eleições presidenciais e o atual mandatário não terá condições de se reeleger. Segundo o reformado estatuto do #Palmeiras, um presidente não pode ter mais do que dois mandatos seguidos. Por isso, esse tempo será crucial para acertar a casa e entregá-la em ordem para um próximo gestor. 

Segundo o jornalista Jorge Nicola, Nobre anunciou na reunião com o COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) que tem uma negociação em andamento com mais uma empresa. Surpresos, os Cofistas questionaram se a empresa substituiria a Crefisa.

Publicidade
Publicidade

Atualmente, a financeira tem todos os espaços do uniforme. Até os meiões fazem parte do pacote (a Faculdade das Américas é do grupo Crefisa também). O presidente não deu detalhes. 

Ainda segundo Nicola, é grande a possibilidade do fechamento de uma parceria para conclusão das reformas do Centro de Treinamento da Barra Funda. Recentemente, a Crefisa comandou parte da obra e acabou abandonando por divergências com a diretoria. 

Superávit

Paulo Nobre teve suas contas aprovadas por mais um mês. O clube mantém um superávit anual de R$ 30 milhões. O valor, obviamente, é apenas para demonstração fiscal.

Parte desse dinheiro vai para os bolsos do presidente que já repassou mais de R$ 100 milhões em empréstimos bancários com juros mais baixos ao longo de suas duas gestões.

Gabriel Jesus fora?

O atacante Gabriel Jesus concedeu entrevista coletiva e praticamente deu adeus ao Palmeiras.

Publicidade

"Meu futuro está muito próximo de ser resolvido," disse. 

Jesus recebeu ligação de Pep Guardiola, técnico do Manchester City. O papo telefônico balançou o atleta que ficou encantado com a possibilidade de jogar por lá. Nem a possibilidade de jogar ao lado de Neymar fez Jesus mudar de ideia. 

A diretoria do Palmeiras tenta mantê-lo até o final do ano, mas será uma verdadeira batalha conseguir. A intenção é realmente deixar o clube e migrar para a Inglaterra, ainda mais se o desempenho nas Olimpíadas for bom.  #Futebol #Futebol Internacional