O #Santos venceu o #Cruzeiro por 2 a 0 na tarde deste domingo (31), na Vila Belmiro, em partida da 17ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2016. O jogo marcou a estreia do técnico Mano Menezes à frente da equipe mineira. Agora, o Alvinegro chegou a 32 pontos, se consolidando no G4.

O time paulista teve um imprevisto pouco antes do início da partida. Além do desfalque dos três jogadores que estão na seleção olímpica e de Lucas Lima, que não atuou no meio de semana contra o Gama em função de um edema na coxa esquerda, Dorival Júnior teve o desfalque de Léo Cittadini, vítima de uma indisposição. Ele foi substituído por Yuri.

Publicidade
Publicidade

Nos minutos iniciais, o Cruzeiro buscou marcar o Santos no campo de ataque e conseguiu bloquear o meio de campo alvinegro, mantendo mais posse de bola que os donos da casa. Os ataques mineiros aconteciam principalmente pelo lado direito da defesa santista.

Com Yuri e o argentino Vecchio, substituto de Lucas Lima, pouco participativos na transição da defesa para o ataque, o Peixe perdeu o meio de campo para o rival e buscou muitas vezes os lançamentos e bolas compridas, fugindo de sua característica de toques rápidos, aproximação e troca de passes. Pouco levou perigo ao gol de Fábio na etapa inicial. Os visitantes, embora mais presentes ofensivamente, também não chegaram a assustar, exceção de um lance em que o próprio goleiro Vanderlei tentou driblar e por pouco não tomou o gol de Willian.

Publicidade

Depois do intervalo, Dorival voltou com Jean Mota em lugar de Vecchio. A equipe ganhou mais movimentação, mas foi novamente o Cruzeiro que teve duas oportunidades mais evidentes, aos 6, com Willian, e aos 7, com Rafael Sóbis.

O Alvinegro tentava chegar pelo lado esquerdo, com Copete aberto e tentando cruzamentos na área. Mas foi com a bola no chão que o Peixe chegou ao seu gol aos 16. Após Yuri passar para Caju na meia, o lateral esquerdo achou Vitor Bueno na entrada da área, que finalizou sem chances para Fábio. Ele chegou a oito gols no Brasileiro, reafirmando-se como artilheiro do clube no campeonato.

Em desvantagem, o Cruzeiro mudou, com Ábila substituindo De Arrascaeta. Aos 21, Yuri, contundido, saiu para a entrada de Rafael Longuine. E os donos da casa continuaram ameaçando nos contra-ataques. Em um deles, aos 24, Jean Mota perdeu chance clara na frente do gol, depois de um belo passe de Vitor Bueno.

Mano Menezes colocou Rafinha no lugar de Rafael Sóbis, aos 26. Mas foi o Alvinegro que chegou ao segundo gol. Jean Mota passou para Victor Ferraz na direita do ataque. O lateral cruzou e Lucas cabeceou contra o próprio gol, aos 29.

Copete, aplaudido pela torcida santista, foi substituído aos 39 para dar lugar ao atacante Joel. O time mineiro ainda teve uma oportunidade com Willian, que finalizou aos 41 no canto direito para Vanderlei espalmar para escanteio. #Futebol