Não só prêmios vultosos e medalhas olímpicas fazem parte da vida da líder do ranking feminino de #Tênis, Serena Williams. Medalhista olímpica em 2012, Serena confirmou ser a tenista principal do mundo ao vencer pela 22ª vez um Grand Slam, derrotando a alemã Angelique Kerber no torneio de Wimbledom deste ano e se igualando a Steffi Graff, perdendo apenas para Margareth Smith por dois Grand Slams.  Além do sucesso nas quadras, sua posição político-social também merece destaque.

Nas redes sociais, Serena revela seu pensamento: “Nunca deixe de amar a si mesmo”; “Se você quer algo que nunca teve, você deve fazer algo que nunca fez”.

Publicidade
Publicidade

Sempre pensando em vitória, a tenista de 34 anos começou a praticar o esporte aos cinco. O início foi em quadras públicas na cidade de Compton, na Califórnia.

Serena dedica grande parte de seu tempo e dinheiro na prática de caridade. Abriu duas escolas secundárias no Quênia, entre os anos de 2008 e 2010. É Embaixadora da Boa Vontade Internacional da UNICEF. Visitou inúmeras escolas que abrigam crianças em situação de risco.

Fã da cantora Mayara Carey e de futebol. Admira os criadores do Google, Facebook, bem como a apresentadora de TV e empresária Oprah Winfrey. Ela se inspira em pessoas que fazem o dinheiro crescer com investimentos certos.

Racismo e feminismo

Uma revista americana destacou Serena Willians como a personalidade esportiva do ano por suas posições políticas contra o #Racismo e em favor da igualdade de gêneros.

Publicidade

Ela visitou o Senegal, país de origem de muitos escravos levados para os EUA. Queria conhecer suas raízes:

 “Essa foi uma oportunidade de eu saber mais sobre a minha história”, disse.

A questão feminina também é importante para a tenista. Perguntada sobre o valor do prêmio em Wimbledon que, pela primeira vez foi igual nas competições masculinas e femininas, Serena disse: “É triste que tenha passado tanto tempo. Isto mostra que este é o mundo em que ainda vivemos”.

Serena Williams no Rio 2016

Os casos  de Zika que ocorrem no Rio de Janeiro não a intimidam e ela disputa os jogos Rio 2016 em busca de sua quinta medalha de ouro olímpica. Ela lamenta a desistência de outros atletas por causa da possibilidade de contrair o vírus, mas diz que vai se proteger.

Além da competição de simples, Serena deve disputar medalha nas duplas com sua irmã, Venus Williams nos Jogos Rio 2016. A campeã olímpica disse que gosta de jogar com sua irmã mais velha. As duas venceram as competições de duplas nos jogos Sidney 2000, Pequim 2008 e Londres 2012. #Rio2016