Tudo indica que o Fluminense sofrerá uma enorme pressão para voltar ao Rio com uma vaga na próxima etapa da #Copa do Brasil. Durante a madrugada desta quarta, alguns torcedores do Ypiranga-RS promoveram um foguetório próximo ao hotel onde a delegação tricolor está concentrada para o jogo das 21h45 (de Brasília), no Colosso da Lagoa, em Erechim, interior do Rio Grande do Sul, válido pela terceira fase da segunda competição mais importante do futebol nacional.

No total, foram quase duas horas de perturbação do sono dos atletas da equipe carioca. Outros moradores daquela região também relataram que foram incomodados pela atitude de alguns torcedores da agremiação gaúcha.

Publicidade
Publicidade

Essa prática é bastante antiga no mundo do futebol. Ela acontece quando os torneios, principalmente os continentais (Taça Libertadores da América e Copa Sul-Americana), entram em momentos decisivos.

Este será o segundo confronto entre Ypiranga-RS e #Fluminense pela Copa do Brasil. O primeiro aconteceu no último dia 06 de julho. Em um Raulino de Oliveira vazio (menos de 500 pessoas), aconteceu um empate de 1 a 1. Por conta disso, a equipe da casa avança com um simples 0 a 0. Mesmo assim, o atacante Túlio Renan acredita que a vaga possa ser garantida com uma vitória.

"Sabemos que somos time pequeno, mas temos nossas qualidades. Futebol está muito igual atualmente e o torcedor está vivendo essa partida", declarou o atleta ao Net Flu.

Já o Tricolor, se quiser evitar o vexame de uma saída precoce da competição, necessita vencer ou empatar de, pelo menos, 2 a 2.

Publicidade

Para isso, o técnico Levir Culpi terá a volta de Gustavo Scarpa, recuperado de um estiramento no ligamento do joelho direito. Além disso, o meia paraguaio Alexis Rojas, o atacante Wellington e o centroavante Henrique Dourado, três dos últimos reforços contratados, ficam à disposição e podem estrear. Por outro lado, o zagueiro Gum (desgastado fisicamente) e o atacante Osvaldo (virose) não estarão em campo. Outros desfalques são os atacantes Maranhão e Samuel, que já atuaram no torneio por outras equipes (Chapecoense-SC e Ferroviária-SP, respectivamente). #PaixãoPorFutebol