A maior Entidade do #Futebol Mundial, a FIFA, exaltou o #Palmeiras, ontem (22), em sua rede social. O post afirmava que o título conquistado pela equipe palestrina, de fato, foi muito importante para o mundo do futebol naquela época e que os seus torcedores se orgulham disso até os dias de hoje. Em 1951, o Palmeiras chegou à final da Copa Rio, torneio que tem a participação de times de todo o mundo. O seu adversário, a Juventus da Itália, segundo a Entidade, à época, era uma potência do futebol mundial e isso só aumentaria a importância do título para o Palmeiras.

No Instagram a FIFA publicou: “Verde é a cor da inveja. O ‘Verdão’ foi invejado pelo mundo neste dia, há 65 anos”, conta a publicação.

Publicidade
Publicidade

A Entidade também postou algumas fotos onde mostram momentos antes do jogo entre Palmeiras e Juventus e nos comentários da imagem a Entidade conta que naquela época haviam mais de 100 mil pessoas para assistirem o espetáculo. Após o jogo, a FIFA diz que mais de 1 milhão de pessoas comemoraram o título mundial recém conquistado pela equipe do Palmeiras.

“O Palmeiras venceu um time da Juventus que tinha Giampieri Boniperto e um grande trio de dinamarqueses para se tornar o primeiro campeão global”, comentou a Entidade. Aquele título, para muitos cronistas esportivos, foi uma espécie de ‘esquecimento’ momentâneo da Copa do Mundo de 1950, acontecida no Brasil. Nesse ano, a seleção brasileira de futebol havia perdido o título em pleno Maracanã lotado para a seleção do Uruguay. ‘Doloridos’, boa parte dos brasileiros comemoraram um título mundial logo no ano seguinte, através do Palmeiras.

Publicidade

Adversários fazem 'bico'

Corintianos, são paulinos e santistas, até os dias atuais, reclamam que o Palmeiras não conquistou um torneio continental para chegar a esse título mundial, algo que hoje tem a ver com a Libertadores da América. No entanto, para os palmeirenses, o que importa de fato é o que a principal entidade do futebol mundial diz. O Palmeiras defende que a FIFA já oficializou esse título e os torcedores das outras equipes precisam aceitar.