Por essa nem mesmo a TV Globo esperava. Já no final da transmissão, o canal decidiu exibir a vitória de Martine Grael e Kahena na competição de vela que acontecia na tarde de hoje, dia 18 de agosto, na Baía de Guanabara. As duas chegaram em primeiro lugar, e, assim, conquistaram a medalha de #ouro para o Brasil. Martine é de uma das famílias mais importantes para a vela brasileira e carrega o peso do nome dos Grael. Já Kahena é uma importante velejadora, que mostrou força e determinação ao lado de sua parceira.

A disputa pelo ouro ficou entre Brasil e Nova Zelândia, decidida nos segundos finais. De acordo com o Comitê Olímpico Internacional, Martine e Kahena conseguiram vencer o país da Oceania por uma diferença de apenas dois segundos.

Publicidade
Publicidade

Apesar da vela não ser um dos esportes mais populares no país, a emissora aproveitou o momento para saudar as campeãs olímpicas e prometeu uma entrevista em seu estúdio ainda hoje.

Vela é vitória tradicional para o Brasil

Para quem não sabe, desde o ano de 1996, o Brasil é presença confirmada nos pódios de competições de vela. Anteriormente, nas Olimpíadas de Londres, quem levou a medalha foi Robert Scheidt. A prata desta vez ficou para Alex Mloney e Molly Meech, da Nova Zelândia. Já o bronze pesou sob o peito das dinamarquesas Jena Hansen e Katja Steen Salskov-Iversen.

O tempo total das vencedoras foi de 21 minutos e 21 segundos na modalidade 49erFX, que está sendo disputada mundialmente desde 2013. Esse tipo de vela é o primeiro a aparecer em #Olimpíadas e teve sua estreia no Rio de Janeiro.

Publicidade

As campeãs não são figura certa na mídia nacional, mas venceram no ano de 2014 o mundial de vela feminina, levando ouro já no primeiro evento-teste para a Rio 2016.

Em entrevista para a imprensa internacional, ambas falaram que estavam bastante emocionadas e dedicaram a vitória aos brasileiros.

Esta não foi a única final de vela que teve nesta tarde. No 470 feminino, por exemplo, venceu a dupla eslovaca Tina Mrak e Veronika Macarol. Já o segundo lugar ficou para as holandesas Afrodite Zegers e Anne Loes. Quem levou o bronze foram as medalhistas da Nova Zelândia Jo Aleh e Polly Powrie. #Rio2016