Nesta quarta-feira, 10, a atleta Joanna Maranhão decidiu se defender de publicações antigas feitas na internet que voltaram à tona. Em mensagens publicadas em seu Twitter oficial há cinco anos, ela destila comentários preconceituosos contra homossexuais, outra atleta e também contra as mulheres brasileiras, que chegam a ser chamadas de 'vagabundas'. Em vídeos publicados no Snapchat, ela diz que o que fez era "brincadeira", mas que hoje entende que esse tipo de comentário acaba machucando  as pessoas.

Um comentário em especial fez Maranhão se desculpar. Ela havia ofendido a transexual Ariadna, que participou de uma das edições do 'Big Brother Brasil', reality show exibido pela Rede Globo de Televisão.

Publicidade
Publicidade

No post, ela diz que para Ariadna virar mulher só nascendo de novo. Alguns anos depois, Maranhão diz que quem a conhece sabe que ela não é homofóbica, mas que mesmo assim pediria desculpas, pois acredita que o que fez no passado acaba abrindo um precedente de preconceito em sua vida particular e também na carreira.

Maranhão é conhecida por usar as redes sociais para mostrar sua opinião. Ela já declarou defesa a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), e condenou políticos como Eduardo Cunha (PMDB), Jair Bolsonaro (PSC) e Marco Feliciano (PSC). As polêmicas em torno da atleta voltaram a eclodir depois que ela foi eliminada de uma das provas da #Natação da Olimpíada do Rio de Janeiro. Na internet, seguidores de Joanna fizeram comentários ofensivos e a chamaram de "perdedora". 

Em uma publicação no Facebook, ela avisou que um advogado estava analisando todos os comentários e que processaria um por um.

Publicidade

De acordo com a atleta, o dinheiro dos processos seria revertido para uma Organização Não Governamental (ONG). À Rede Globo de Televisão, a esportista ainda informou que chegou a ser ameaçada de estupro na internet e que leu que teria inventado um abuso sexual sofrido na infância. Ela ainda se comparou à Rafaela Silva, que ganhou o ouro no judô depois de ser chamada de "macaca" na web.  #Joanna Maranhão #Rio2016