O desafio era duro, o adversário era temido, mas o Brasil não se intimidou e saiu de quadra vitorioso. Enfrentando a atual bicampeã olímpica, a seleção brasileira fez sua melhor partida até aqui e atropelou a Rússia por 3 sets a 0 (25/21, 25/20 e 25/17) na noite desta sexta-feira, dia 19, no Maracanãzinho. A final será contra a Itália no domingo, dia 21, a partir das 13h15.

Mais do que a vitória, a classificação traz para o Brasil a marca histórica de ser a única equipe a chegar a quatro finais olímpicas consecutivas. Com a derrubada dos carrascos dos #Jogos de Pequim 2008 e Londres 2012, onde o Brasil terminou com a prata, a seleção do técnico Bernardinho chega a final contra Itália tarimbada e pronta para buscar o sonhado ouro.

Publicidade
Publicidade

Para chegar até a decisão, o Brasil precisou superar desafios pessoas e impor seu ritmo de jogo contra a ótima seleção da Rússia. Machucados, Lucarelli e Lipe jogaram no sacrifício para ajudar o Brasil na semifinal, marcando dez pontos cada um. Maior pontuador da partida, Wallace fez grande jogo e anotou 18 pontos para os brasileiros.

Agora, os brasileiros contam com sua força coletiva e a vibração da torcida para conseguir chegar ao ouro. A partida contra a Itália promete ser dura e será uma revanche do jogo da primeira fase, onde os europeus levaram a melhor. Por coincidência, foi justamente em cima dos italianos que o Brasil conquistou seu último ouro olímpico no vôlei, em Atenas 2004. Superstição ou não, os brasileiros esperam que a coincidência seja real e que o lugar mais alto do pódio seja alcançado mais uma vez no próximo domingo.

Publicidade

#Olimpíadas #Rio2016