Caster Semenya era para chamar a atenção apenas pelo fato de ser uma das finalistas dos 800m feminino, mas a corrida traz outra polêmica que vem chamando a atenção do mundo todo. É que, em 2009, quando realizou alguns exames para o "Mundial de Berlim", foi comprovado que a atleta sul-africana é hermafrodita. Ela tem a aparência bem feminina, entretanto, os exames comprovaram que Caster possui testículos internos, o que resulta em uma enorme quantidade de testosterona, bem mais que nas demais competidoras.

As polêmicas não param por aí, pois a sul-africana casou-se com Violet Raseboya e em dezembro elas oficializaram a união com uma belíssima cerimônia, com tudo que tem direito, inclusive às tradições sul-africanas para tais ocasiões.

Publicidade
Publicidade

Quando Semenya entrou na pista para correr, nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, as arquibancadas estavam praticamente vazias, mas o mundo inteiro ficou de olho nela que conseguiu chegar em primeiro, praticamente sem esforço. No dia seguinte, uma quinta-feira (18), mais uma vez a sul-africana faturou a semifinal e se conseguir a medalha de ouro tem muitos motivos para comemorar, mas certamente vai ouvir várias críticas, justamente por sua condição física, já que muitos acham injusto ela competir com mulheres.

Especialistas afirma que Semenya é uma ameaça ao atletismo feminino e deveria ser proibida de correr contra mulheres. Com voz mais grave e ótima forma física, ela vem conseguindo excelentes resultados nas #Olimpíadas do Rio de Janeiro, o que faz com que a atenção sobre ela seja ainda maior.

Publicidade

A IAAF - Associação Internacional de Federações de Atletismo - já se posicionou a respeito, informando que as atletas hermafroditas levam uma grande vantagem sobre as demais mulheres e assim foram estabelecidas regras que visam acabar com tais diferenças. No caso da sul-africana, ela tem que se submeter a tratamentos específicos para reduzir o testosterona em seu organismo, até que atinja o máximo de 10 nanomoles para cada 1 litro de sangue.

A atleta segue correndo para não só conseguir o ouro, mas também para mostrar ao mundo que é uma pessoa normal e digna de todas as suas conquistas no esporte.

#Comportamento #Taça Olímpica