O francês Yohan Diniz protagonizou um dos momentos mais bizarros, mas também de maior garra dessa Olimpíada do Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, 19, ele participou da #Marcha Atlética masculina como um dos favoritos. A prova é considerada a mais desgastante dos jogos, tendo ao todo incríveis 50 km. Durante todo o percurso, o atleta não estava bem. Depois de bater o recorde mundial na prova no ano de 2014, quando fechou com o tempo de 3h32min33seg, Yohan acabou não se dando tão bem coma comida brasileira. Ainda quando estava por volta do quilômetro nove, ele começou a ter sérios problemas intestinais. 

As Câmeras do Comitê Olímpico Internacional flagraram quando ele defecava e corria ao mesmo tempo.

Publicidade
Publicidade

Jornalistas comentavam o fato espantados e se questionavam como ele ainda aguentava correr tanto. Já quando chegou próximo a região do Recreio, a francês desabou no chão, ficando muitos segundos desacordado. Mas quem disse que ele desistiu? Voluntários ajudaram o atleta, deram água para ele e o esportista foi até o fim. E olha que ele nem fez feio em relação à posição, conseguindo ainda chegar entre os dez primeiros e muito aplaudido pelos rivais. O francês terminou a Olimpíada na oitava posição. 

O esportista estava na frente da prova quando começou a defecar. Ele continuou correndo, parecendo não se importar com o fato de estar completamente sujo de cocô. Durante o percurso, ele ainda parou reclamando de muitas dores na barriga, mas não desistiu. Yohan Diniz virou uma das manchetes principais dos sites franceses.

Publicidade

Ele agora é tratado como herói pelo franceses.

Mas não foram só os estrangeiros que congratularam o esportista. Brasileiros também se mostraram bastante emocionados com o que viam. "Esse homem merece uma medalha apenas por ter ido até o final. Esse é o verdadeiro espírito olímpico. Isso é um exemplo a todos nós. Mais do que medalhas, precisamos superar as provações diárias", disse um internauta. 

Veja abaixo o momento em que o atleta defeca durante a prova da Marcha Atlética:

#Rio2016