'Haja Coração!' - A expressão que ficou conhecida na voz do Galvão Bueno e dá nome à novela das sete da Rede Globo de Televisão sintetiza bem como foi a final do futebol masculino das Olimpíadas do Rio de Janeiro - A seleção brasileira pegou a gigante Alemanha para tentar a primeira medalha de ouro. A disputa não poderia ter um palco melhor, o Maracanã, maior estádio do país. No primeiro tempo deu Brasil. De falta, o craque tupiniquim #Neymar fez o dele. Após o gol, o jogador fez o famoso raio para Bolt, que estava assistindo tudo de perto, torcendo para os brasileiros. Mas quem disse que ia ser fácil? 

No segundo tempo, a defesa do Brasil deu mole e foi a vez da Alemanha fazer o gol.

Publicidade
Publicidade

Tudo empatado novamente. O jeito foi tentar resolver tudo na tão temida prorrogação. Nos primeiros quinze minutos não deu ninguém, já nos outros começou o chamado "jogo do desespero", com cada seleção tendo seus grandes e maus momentos. Foi difícil acompanhar sem roer as unhas e torcer para a enfim vitória do país nessa modalidade na Olimpíada. Além de matar os fantasmas do passado, a medalha de ouro ajudaria o país na classificação no quadro final dos jogos. Chegou a vez de resolver a parada na loteria, os temidos pênaltis. 

O goleiro brasileiro agarrou e Neymar entrou na história, sendo o último a bater e consagrar o ouro brasileiro. Rapidamente, os brasileiros homenagearam o jogador nas redes sociais. 

Fantasmas da Copa do Mundo

A disputa contra a Alemanha inevitavelmente fez lembrar a derrota traumática na Copa do Mundo, que também foi realizada no Brasil.

Publicidade

Naquela ocasião, já sem Neymar que deixou a competição machucado em um jogo com a Colômbia, o time canarinho teve a pior goleada de sua história, perdendo de 7 a 1. Desde então, o futebol masculino ficou bastante desacreditado.  #Rio2016