Nesta quarta-feira, 17, o torcedor gritou como nunca o 'campeão voltou'. #Neymar e companhia espantaram o passado do 'Maracanaço' e tiveram uma das maiores vitórias da seleções brasileiras masculinas da história no maior estádio do Brasil. Com dois gols de Neymar, dois de Gabriel Jesus, um pênalti e muitas faltas, o jogo não fez os brasileiros ficarem tão aflitos como no começo do campeonato. A seleção começou os jogos olímpicos do Rio de Janeiro muito criticada. Após empatar até mesmo com a fraca e inexpressiva seleção do Iraque, o time Canarinho foi cornetado até pelo sempre elogiador Galvão Bueno

Agora o jogo virou.

Publicidade
Publicidade

O Brasil deu seu 'Maracanaço' às avessas e os fantasmas do passado foram evocados às avessas. Honduras até que tentou lembrar que o time canarinho "pipocou" em diversos momentos importantes, mas dessa vez não deu tão certo. O jogo teve tantos gols que o antes crítico dos atletas brasileiros, Galvão Bueno, começou a ter graves falhas na voz. Os problemas vocais estão sendo registrados desde o ano retrasado, mas o fato do narrador ter sido colocado demais para trabalhar prejudicou de vez o seu grito de gol. O jeito visto pela TV Globo foi colocar mais comentaristas para ajudar o esportista do jornalismo.

Até mesmo o ex-tenista Guga tem sido convocado para estar em todas as narrações de Galvão Bueno. Muito simpático e emotivo, Guga conquistou o coração dos telespectadores e virou uma espécie de pé de coelho do narrador, que já nesta terça-feira, 16, já havia tido graves problemas na voz para narrar a vitória do brasileiro Robson Conceição no boxe.

Publicidade

O Brasil ainda disputará com a vitória da seleção de #Futebol pelo menos três finais olímpicas nas modalidades coletivas. 

O recorde do Brasil nos jogos são 5 ouros. Até o momento, o país tem três e está longe de seu principal objetivo, ficar entre os dez primeiros países no quadro de medalhas da Rio-2016. Será que é possível uma grande recuperação?