Depois de vencer o primeiro set com uma larga vantagem, 25 x 10, parecia que o jogo seria fácil para o Brasil, no entanto, a China voltou para o segundo set com vontade de vencer, e assim foi, vencendo o segundo e o terceiro sets com parciais de 25/23 e 25/23, respectivamente. 

O time de José Roberto Guimarães, que era um dos favoritos ao título, a seleção faturou o ouro em Pequim-2008 e Londres-2012, tinha feito uma primeira fase impecável, ganhando todas as partidas sem perder um set, porém, o time caiu diante da China. 

A equipe, que tinha se classificado em primeiro lugar, teve como principal problema o seu sistema defensivo.

Publicidade
Publicidade

A equipe teve chances de corrigir suas falhas, mas não conseguiu solucionar o problema. A equipe chinesa estava confiante e venceu no time break po 15 x 13.

Primeiro set tranquilo

Com muita tranquilidade, o Brasil ganhou o primeiro set com parcial de 25 a 15. O bloqueio brasileiro funcionou e o time chinês sofreu para emplacar suas finalizações.

Brasil perde o ritmo no segundo set

Depois de um primeiro set em que tudo funcionava no time, a seleção brasileira voltou para o jogo sem a força do primeiro set, permitindo, assim, a reação da China, que venceu o set.

Erros prejudicam o Brasil 

Os erros apresentados no segundo set aumentaram, obrigando o técnico, José Roberto Guimarães, a realizar algumas alteraçõesm trocando Natália por Jaqueline, mas a equipe chinesa se manteve forte, vencendo mais uma parcial, 25 a 22.

Publicidade

Recuperação surpreendente no quarto set

No inicio do quarto set, José Roberto Guimarães fez mais uma alteração. Tirou Thaísa e colocou Juciely, dando uma vantagem para o Brasil levando ao time à vitória com parcial de 25 a 22.

Brasil volta a errar

No set decisivo a equipe chinesa começou errando, dando uma chance de recuperação para o time brasileiro, no entanto, no meio da partida, que estava equilibrada, o Brasil voltou a errar e a China passou à frente do placar, vencendo o jogo por 15 a 13, eliminando a seleção de forma precoce.

A desclassificação brasileira é a pior desde de 1988, na Olimpíada de Seul, na ocasião, o Brasil ficou em último lugar de sua chave. #Olimpíadas #voleifeminino #Rio2016