O Comitê Olímpico do Brasil (COB) estipulou como meta que o País ficasse no top 10 do quadro de medalhas nos Jogos do Rio 2016. Encerradas as disputadas, o balanço mostra que a meta não foi alcançada, mas demonstra uma boa perspectiva de futuro de tudo correr bem.

O top 10 de potências olímpicas já está muito bem definido pelo decorrer da história olímpica, pelo menos nesse século: Estados Unidos, China, Reino Unido, Rússia, Alemanha, Japão, França, Austrália, Itália e Coreia do Sul. Poucos são os casos de países que conseguiram desbancar uma dessas potências do top 10. Esse ano, por exemplo, não nessa ordem, mas esses foram os 10 países mais bem classificados no quadro de medalhas.

Publicidade
Publicidade

Número total

Se levarmos em consideração o número de medalhas, o Brasil ficou na 13ª colocação com 19 medalhas, empatado com a Holanda. O Canadá, 10º lugar, teve 22 medalhas. 

Ouro

A 13ª colocação também é a nossa pela quantidade de ouros. O Brasil terminou os jogos com 7 medalhas douradas, enquanto Austrália e Itália, por exemplo, que ficaram em 10º e 9º, respectivamente, tiveram 8 medalhas de ouro. #Rio2016