Marta, Formiga, Cristiane e companhia saíram sem nenhuma medalha dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro. No entanto, a falta de premiação pode ser ainda pior na manutenção da seleção feminina de #Futebol, como mostrou uma reportagem publicada neste domingo, 21, por um blog do portal 'Globo Esporte'. De acordo com a matéria, a Confederação Brasileira de Futebol, a CBF, já discute extinguir o grupo permanente de #Marta. Entre os que defendem a ideia que está revoltando as redes sociais, existem várias pessoas muito influentes. O motivo seria que o grupo estaria custando caro demais e não dando resultados. A CBF paga todos os meses salários às jogadoras da seleção. 

Uma fonte do blog disse que não existia qualquer vantagem em manter uma seleção com mulheres.

Publicidade
Publicidade

Isso porque além da falta de resultados, ninguém falou do trabalho que a entidade faz com as mulheres. O desempenho do coordenador do grupo, Marco Aurélio Cunha, no entanto, acabou sendo bem avaliado pela entidade. A observação de atletas para serem reveladas ao exterior deve continuar, mas a seleção permanente tem tudo para acabar. Além disso, dirigentes lembram que já se tentou fazer campeonatos aqui no Brasil, mas que eles não deram certo. A empolgação, segundo a avaliação, apenas ocorreu quando os homens estavam em uma má fase na Olimpíada. Bastou elas também não terem um resultado para ocorrer o que a CBF chama de afastamento. 

Quem pode acabar salvando a seleção feminina é a própria Fifa, que daria recursos para a CBF bancar o time. Mais mulheres estão entrando na entidade e essa é uma coisa que tem tudo para continuar.

Publicidade

O passo para trás do Brasil pode der mal visto pela federação. Talvez já prevendo que algo ruim pudesse acontecer, aos prantos, Marta pediu que o público não abandonasse a seleção. Muita gente ficou revoltada, enquanto outras já tentam achar um jeito de salvar as meninas. "Vejo um monte de feminista aqui reclamando. mas futebol se mantém com marketing, venda de ingressos de roupas. ao invés de ficar reclamando e fazendo textão na Internet não começam a ir nos jogos de futebol feminino, que a maioria das vezes tem entrada gratuita, e mostrar que dá pra lucrar também", disse um internauta.  #Rio2016