No último domingo, em entrevistas concedidas após a derrota de 2 a 0 para o Palmeiras pelo #Campeonato Brasileiro, o técnico Levir Culpi, o lateral-direito Wellington Silva e o zagueiro Gum, assim como especialistas e grande parte da torcida, teceram severas críticas ao fato de o Fluminense ter levado o confronto do último domingo para o Mané Garrincha, em Brasília. No entanto, segundo o Extra, jornal do Rio de Janeiro, a decisão de atuar na capital federal foi exclusiva da diretoria do clube das Laranjeiras

Ainda conforme a publicação do veículo carioca, foram oferecidas mais duas opções ao Tricolor: o Kléber Andrade, em Cariacica e a Arena da Amazônia, em Manaus, locais onde a equipe de Álvaro Chaves contaria com um maior público a seu favor.

Publicidade
Publicidade

No entanto, o presidente Peter Siemsen e o vice de futebol Jorge Macedo observaram apenas o lado financeiro e decidiram pelo Mané Garrincha, no qual mais de 70% dos 12 mil presentes eram torcedores do Alviverde Paulista.

O duelo contra o Palmeiras fez parte de um acordo do Fluminense com o ex-jogador Roni de levar seis partidas do Brasileirão para outros estados. No entanto, diante do clima de insatisfação, a diretoria do Tricolor reviu os planos e não tenciona mais em sair da região metropolitana do Rio. Tanto que, daqui a duas semanas, enfrentará o Atlético-MG no estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos. Além disso, já entrou em contato com o Comitê Olímpico Brasileiro para saber da possibilidade de liberar o Maracanã, visando os confrontos dos dias 12 e 16 de outubro, quando enfrenta, respectivamente, Flamengo e São Paulo.

Publicidade

Na quarta, porém, o #Fluminense deixa o Campeonato Brasileiro, do qual ocupa o nono lugar na classificação com 31 pontos, para voltar as suas atenções ao jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, torneio que dá, ao campeão, vaga na Taça Libertadores da América. A partir das 21h45 (de Brasília), receberá, no Giulite Coutinho, que estará lotado (restam pouco mais de dois mil ingressos para serem vendidos), o Corinthians. #PaixãoPorFutebol