Neste sábado, 06, o atleta da ginástica Diego Hypólito teve a grande chance de sua vida ao disputar a prova do solo no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. O atleta, que até então estava recluso por polêmicas envolvendo a seleção brasileira de seu esporte, acabou surpreendendo até mesmo os colegas que treinam com ele. Com uma prova praticamente perfeita, Diego não cometeu nenhuma grande falha. Ele fez movimentos considerados difíceis e cravou todas as finalizações. O resultado foi uma nota digna a levá-lo à grande final de uma Olimpíada. Hypólito fechou com 15.500. Apenas oito atletas disputam a grande final. 

Diferentemente do que acontece na prova feminina, o solo masculino não teve música.

Publicidade
Publicidade

A torcida acompanhou cada movimento de Diego como se fosse o mais especial de sua vida. Ao terminar a prova, ele comemorou muito, mostrando que já imaginava que havia ido muito bem em sua apresentação. O público também se empolgou, fazendo com que Hypólito fosse o mais aplaudido da parte matutina das provas no parque olímpico. Muitos brasileiros e até estrangeiros gritaram o nome do atleta. De pé, todos aplaudiam o seu feito.

Não teve jeito, apesar de toda preparação psicológica, enquanto acenava para os brasileiros, Diego aparecia visivelmente emocionado. Ele chorava copiosamente, fazendo com que esse momento certamente fique marcado eternamente em sua carreira. Em alguns momentos, o ginasta precisou se agachar enquanto chorava. 

De acordo com informações da TV Globo, o esportista passou por uma grande depressão no último ano, especialmente porque não conseguiu nos últimos jogos olímpicos bons resultados.

Publicidade

Recentemente, o atleta provocou enorme polêmica ao participar do 'Domingão do Faustão'. Ele era convidado da atração, foi à sede da emissora em São Paulo, mas faltando poucos minutos antes do programa começar, ele recebeu uma ligação de alguém da confederação brasileira do esporte dele. Hypólito teria chorado copiosamente nos bastidores e acabou não participando da atração de Fausto Silva. #Rio2016