O Palmeiras, até então líder do #Campeonato Brasileiro, teve a chance de abrir cinco pontos do segundo colocado (que era o Corinthians, atual líder). O duelo contra o Atlético-MG em casa tinha tudo para fazer o Alviverde disparar, mas a derrota jogou um balde de água fria na boa campanha.

Ontem, era a chance de se recuperar. O Botafogo-RJ, 'morador' da zona do rebaixamento, era um time frágil e que poderia ser batido com uma certa facilidade. Mas os cariocas fizeram um excelente jogo e viram os palmeirenses perdidos. O resultado? 3 a 1 para o time da casa e mais uma derrota do #Palmeiras. Além de deixar os três pontos, o clube viu seu maior rival, o Corinthians, assumir o primeiro lugar.

Publicidade
Publicidade

A situação deixou a diretoria em alerta e preocupada com o futuro. 

No estádio Luso Brasileiro, Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, deixou a cabine e foi para o ônibus. Com cara de poucos amigos, conversou bastante com o executivo Alexandre Mattos. 

Problemas, problemas, problemas...

Edu Dracena, zagueiro titular, saiu no intervalo após sofrer uma entorse no tornozelo. O atleta de 34 anos nunca sofreu lesão parecida e passará por exames. Dependendo dos resultados, o jogador deve ficar no 'estaleiro' por um tempo considerável. Thiago Martins, que entrou em seu lugar, mostrou certa fragilidade. Yerry Mina, que veio da Colômbia para ser titular, machucou-se no primeiro jogo e deve voltar em um mês e meio. 

O goleiro Vágner foi bastante criticado pela torcida nas redes sociais. Por vezes o jogador errou a reposição de bola e cometeu pênalti infantil, complicando ainda mais as ações palmeirenses. 

A boa notícia fica por conta do volante Tchê Tchê.

Publicidade

Após cumprir suspensão, o jogador deve viajar e enfrentar a Chapecoense, na quinta-feira, na Arena Condá, pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O Alviverde tem chances de retomar a liderança mesmo levando em conta o duelo difícil que terá pela frente. Na última vez que esteve frente à frente com o próximo adversário, perdeu de 6 a 1 e deu início a uma crise sem precedentes.  #Futebol