O #Fluminense segue crescendo na temporada. Após vencer o América-MG por 1 a 0 no último final de semana, em Cariacica, no Espírito Santo, o Tricolor, neste domingo, foi ao Gigante do Arruda, no Recife, capital de Pernambuco e, pelo mesmo placar, derrotou o Santa Cruz pela 20ª rodada, a segunda do returno do #Campeonato Brasileiro.

Com mais um resultado positivo, o Tricolor das Laranjeiras chegou ao oitavo lugar da competição, somando 31 pontos, cinco a menos em relação ao Santos, último integrante do G-4, grupo daqueles que, em 2017, estariam na próxima edição da Taça Libertadores. Por outro lado, a agremiação nordestina permanece na vice-lanterna com 19 pontos e bastante ameaçada pelo "fantasma" do rebaixamento para a Série B.

Publicidade
Publicidade

O primeiro tempo foi marcado por equilíbrio. Apesar de ter mais posse de bola, o Santa Cruz esbarrava no bom sistema de marcação do Fluminense. Para piorar a situação dos pernambucanos, o ataque, formado por Graffitte e Keno, estava sem qualquer inspiração.

Enquanto isso, o Tricolor, que estampava, na sua camisa, uma menção à Taça Olímpica, honraria recebida no ano de 1949 pela grande contribuição aos diversos esportes olímpicos, apostava em estocadas de Wellington e Danilinho, mas também não tinha sucesso em sua estratégia. Mesmo assim, aos 28 minutos, conseguiu abrir o placar. Em escanteio cobrado por Gustavo Scarpa no lado direito, Thiago Cardoso falhou na hora de sair e Henrique Dourado, com um leve toque de direita, mandou para o fundo das redes. A bola, antes de entrar, tocou caprichosamente na trave.

Publicidade

Foi o segundo gol consecutivo do atacante, trazido para substituir o ídolo Fred, que rumou para o Atlético-MG.

Com a desvantagem, o Santa Cruz se lançou com tudo e passou quase toda a segunda etapa no campo do adversário, no entanto, mais uma vez, teve, na ineficiência de seu setor ofensivo, o maior pecado. Sorte do Fluminense que, longe de uma exibição digna de quem deseja lutar por uma vaga no G-4, consegue, pelo menos, quebrar o tabu de vencer duas partidas seguidas na atual Série A.

Pelo Brasileirão, ambos voltam a campo no domingo. Às 16h (de Brasília), o Fluminense enfrenta o Palmeiras no Mané Garrincha, em Brasília. Já o Santa, que, na quarta, estreia na Copa Sul-Americana (clássico diante do Sport), irá ao Mineirão e, a partir das 11h (de Brasília), tentará surpreender o Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 0 X 1 FLUMINENSE

Competição: Campeonato Brasileiro - Fase Única (20ª rodada)

Data: 21/08/2016 (domingo)

Horário: 16h (horário de Brasília)

Local: Estádio Gigante do Arruda, em Recife (PE)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos e Miguel Cataneo Ribeiro, todos da Federação Paulista de Futebol

Cartões amarelo: Edson e Igor Julião (FLU)

Gol: Henrique Dourado (29'/1ºT)

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Tiago Costa (Allan); Derley (Lelê), Uillian Correia e João Paulo; Pisano, Keno e Grafite (Arthur).

Publicidade

Técnico: Doriva

Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva (Igor Julião), Henrique, Gum e William Matheus; Edson (Pierre), Douglas, Gustavo Scarpa e Danilinho; Wellington e Henrique Dourado (Samuel).

Técnico: Levir Culpi #PaixãoPorFutebol