Segundo informações do jornalista José Henrique Mariante para o jornal Folha de S.Paulo, o Rio de Janeiro enfrentou diversos #problemas para ser a sede Olímpica nos Jogos de 2016; a desorganização do local, alto custo do orçamento e problemas nas instalações são algumas dos problemas, porém haverá uma sobrecarga maior ainda agora com o fim dos Jogos do Rio e a busca para recuperar o Brasil de todo o investimento.

O jornalista diz que os Jogos foram favoráveis para meia dúzia de empresas, que conseguiram bom rendimento financeiro, o esporte sempre renderá para um pequeno grupo. Mariante relembrou que os Jogos de Atenas, em 2004, quebraram o país, assim como desestruturaram Pequim em 2008 e Londres em 2012.

Publicidade
Publicidade

Para Mariante, a "cidade maravilhosa" sentirá os mesmo efeitos, mesmo com um acréscimo positivo no PIB, vantagem do país que sediou os Jogos Olímpicos. 

Problemas 

Alguns itens foram colocados em destaque sobre a passagem das #Olimpíadas no Brasil, um deles foi o orçamento investido. O Comitê Olímpico Internacional disse que não foi usado dinheiro público, porém o fato talvez não seja verídico. R$ 40 bilhões foram investidos e, ainda assim, foi preciso de mais R$ 250 milhões para os Jogos. 

As instalações agradaram as exigências dos países e do Comitê Olímpico Internacional, porém algumas exceções não foram deixadas para traz, como a água verde nas piscinas que ficaram por alguns dias, alguns buracos na quadra de handebol e a decoração que passou do prazo e chegou atrasada para dar um ar característico na cidade. 

A desorganização também chamou atenção, voluntários perdidos, falta de informação e sinalização errada, assim como a confusão no transporte de atletas e da imprensa, geraram tumultos e dúvidas. 

A segurança durante os Jogos passou tranquilidade, porém dois eventos chamaram atenção: um ônibus da imprensa que foi atingido por pedras, porém algumas pessoas acreditam ser tiros, e um grande número de furtos na Vila Olímpica. 

Um membro do Comitê Olímpico foi preso devido a acusação de tentar repassar ingressos a empresas que não foram autorizadas.

Publicidade

Cambismo e revenda de bilhetes são problemas Olímpicos comuns, que no Rio não foram resolvidos.   

O jornalista acredita que o Brasil sentirá os efeitos Olímpicos logo mais, e que todo o turbilhão da Operação #Lava Jato e outros problemas frequentes no país se associarão de alguma forma com os Jogos, e os custos investidos surtirão efeitos nos brasileiros.