Na tarde desta terça, o #Fluminense realizou, nas Laranjeiras, o seu último treino antes de encarar o Corinthians na quarta, ás 21h45 (de Brasília), no Giulite Coutinho, em Édson Passos, distrito de Mesquita, região metropolitana do Rio de Janeiro. É o confronto de ida entre ambos pelas oitavas-de-final da #Copa do Brasil. A atividade serviu para o técnico Levir Culpi definir o time titular.

Em relação ao último jogo (derrota de 2 a 0 para o Palmeiras, no Mané Garrincha, pelo Brasileirão), a equipe terá apenas uma mudança. Marquinho entra no meio e jogará centralizado, substituindo Marcos Júnior, que ficará como opção no banco de reservas.

Publicidade
Publicidade

Nas demais posições, o grupo será o mesmo.

Enquanto isso, fora de campo, as torcidas organizadas vêm preparando uma grande festa para demonstrar que estão apoiando o clube de coração. Através da redes sociais, elas lançaram uma campanha, pedindo que quem fosse ao jogo chegasse mais cedo (por volta das 19h30 [de Brasília]) para ajudar na formação do "corredor de fogo" nos arredores de Édson Passos, a fim de recepcionar, em grande estilo, o ônibus que trará a delegação tricolor. Além disso, houve um acordo com os órgãos de segurança e haverá uma festa na hora da entrada do time no gramado com direito ao lançamento de 200 kg do pó-de-arroz, um dos símbolos mais tradicionais do Fluminense.

A Copa do Brasil foi criada em 1989 e o Flu esteve presente em 20 edições do segundo torneio mais importante do futebol nacional, que dá, ao campeão, o direito de estar na Taça Libertadores do ano seguinte.

Publicidade

O melhor resultado do Tricolor na competição foi em 2007, quando ficou com o título em uma final contra o Figueirense. Nos dois jogos realizados contra a agremiação de Florianópolis, capital de Santa Catarina, empatou de 1 a 1 no Maracanã, mas, com um gol de Roger (ex-zagueiro e lateral-esquerdo, atualmente técnico do Grêmio), logo no início da segunda partida, venceu, no Orlando Scarpelli, pelo placar de 1 a 0. Além disso, foi vice em duas ocasiões: 1992, perdendo para o Internacional-RS e 2005, sendo surpreendido pelo Paulista, de Jundiaí. #PaixãoPorFutebol