Nas 19 rodadas disputadas no atual #Campeonato Brasileiro, o Fluminense sofreu apenas 18 gols, rendimento que dá, ao time carioca, o posto de segunda defesa menos vazada da competição. No entanto, Levir Culpi não está plenamente satisfeito. Em entrevista concedida após a atividade desta sexta, nas Laranjeiras, o treinador disse que preferia ter um time com melhor rendimento no setor ofensivo.

"Dei um encaixe na defesa pela repetição da formação, então o jogador ocupa melhor o espaço, mas o principal, que não estou muito satisfeito, é que prefiro que funcione melhor o ataque", resumiu o técnico, citando, inclusive, a forma de como Rogério Micale escala a Seleção Brasileira, que, no sábado, às 17h30 (de Brasília), enfrenta a Alemanha pela final do torneio de futebol masculino das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

"Sou do mesmo trabalho do Micale. Tem jogadores de ótima qualidade técnica, joga ofensivamente, está bacana de ver a Seleção jogar, tentando vencer, recuperar as nossas raízes", complementou.

Se deseja conseguir realizar o seu desejo, Levir precisará melhorar o rendimento de seu sistema ofensivo. Até o momento, o Tricolor só balançou as redes em 21 ocasiões, sendo o quarto pior ataque do certame.

Com cinco gols, Cícero é o artilheiro da equipe, mas não poderá ajudar o time no próximo desafio, uma vez que deverá cumprir suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Pelo mesmo motivo, Marcos Júnior é outro desfalque confirmado. Eles serão substituídos, respectivamente, por Édson e Danilinho.

Invicto há três partidas, o #Fluminense vem de um triunfo de 1 a 0 sobre o América-MG em Cariacica, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo e, no domingo que vem , encara, a partir das 16h (de Brasília), o Santa Cruz no Gigante do Arruda, no Recife, capital de Pernambuco.

Publicidade

Somando 28 pontos, o Tricolor da Laranjeiras ocupa o nono lugar e ainda sonha com um lugar no G-4 do Campeonato Brasileiro, assegurando, dessa forma, a presença na edição de 2017 da Taça Libertadores da América.  #PaixãoPorFutebol